0

Irregularidade e time limitado: o Vasco que Luxemburgo vai encontrar

Cruz-Maltino teve atuações muito diferentes no Campeonato Brasileiro e ainda conta com um elenco que precisará ser reforçado

9 mai 2019
08h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Para tentar sair da crise, o Vasco apostou no retorno do veterano Vanderlei Luxemburgo ao comando da equipe. O treinador chega com contrato até o fim do ano e terá a missão de tirar o time do rebaixamento e melhorar o rendimento no Campeonato Brasileiro, única competição que a equipe disputa. Com mudança de técnico e um time que ainda tem dificuldades para ser regular, o Cruz-Maltino apresenta desafios para o novo comandante.

Time irregular

Vasco fez a melhor atuação do Brasileiro contra o Corinthians (Foto: SANDRO PEREIRA/PHOTO PREMIUM)
Vasco fez a melhor atuação do Brasileiro contra o Corinthians (Foto: SANDRO PEREIRA/PHOTO PREMIUM)
Foto: Lance!

Vasco jogou bem, mas empatou com o Corinthians (Foto: SANDRO PEREIRA/PHOTO PREMIUM)

O Vasco iniciou a temporada somando 14 jogos de invencibilidade e com a conquista da Taça Guanabara. Apesar de ter chegado às finais da Taça Rio e do Campeonato Carioca, a equipe mostrou rendimento irregular e questionado pela torcida. Com jogadores sem render ao máximo, as atuações ruins culminaram no vice-campeonato para o Flamengo nas duas finais e a demissão de Alberto Valentim.

No Campeonato Brasileiro, o time conquistou apenas um ponto em nove possíveis. Na estreia, foi goleado pelo Athletico-PR com uma atuação muito ruim, dominado pelo adversário. Depois, perdeu para o Atlético-MG em casa com um gol no fim. A equipe fez um bom primeiro tempo, mas cansou no segundo e deixou os mineiros, que jogaram mal, saírem com os três pontos. Na última rodada, em Manaus, o cenário dos rendimentos antes e depois do intervalo foi parecido. Porém, o time rendeu melhor, atacou mais e teve mais disposição.

Trabalhos diferentes

Valadares vem comandando o Vasco (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)

O Vasco de Alberto Valentim chegou ao final do Campeonato Carioca vivendo o pior momento técnico do time. Chegou a perder por 2 a 0 três vezes seguidas e mostrar rendimentos ruins. O treinador somou 50,4% de aproveitamento após 41 jogos, apenas a 13ª maior marca obtida por um técnico vascaíno nesta década.

O trabalho dele com o de Marcos Valadares tem em comum as constantes mudanças no time titular. No caso do interino, os esquemas táticos também foram alterados dependendo das partidas. Mesmo com pouco tempo de trabalho, o treinador só mostrou as qualidades da equipe contra o Corinthians. Valadares terá uma última oportunidade frente ao Santos, neste domingo.

Problemas externos

Torcida protestou em São Januário (Foto: Reprodução/Twitter)

O ambiente dinâmico e com mudanças constantes é algo comum no Vasco. Seja pela política ou pela pressão feita pela torcida em diversos momentos. E é com isso que Vanderlei Luxemburgo precisará lidar. Experiente, ele tem o perfil que a diretoria pensou ser ideal para ajudar a blindar o time dos episódios conturbados.

Atualmente, o presidente Alexandre Campello é bastante questionado nos bastidores e nas arquibancadas. Após a demissão de Alexandre Faria, o clube ainda não tem um diretor de futebol.

Jogadores sem chances

Bruno César busca mais chances no Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Com um elenco de mais de 40 jogadores, Luxemburgo também terá a missão de gerir o grupo. Alguns atletas que não vinham tanto tantas oportunidades com Valentim ou perderam espaço com Valadares devem ser observados com o treinador para tentar voltar a jogar. Alguns deles são Bruno César, Andrey, Fellipe Bastos, Tiago Reis, e os reforços Valdívia, Jairinho e Marcos Júnior, que podem podem pedir passagem.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade