0

Hyoran e Veiga se saem bem após 1º rodízio do Palmeiras no Brasileiro

Meias ganham oportunidade entre os titulares no empate por 1 a 1 diante do CSA, em Alagoas, nessa quarta-feira, e mostram que podem ser mais utilizados por Felipão

2 mai 2019
08h05
  • separator
  • comentários

Nessa quarta-feira, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Luiz Felipe Scolari promoveu o intenso rodízio de escalações que utiliza desde o ano passado. E quem sai com saldo positivo no empate por 1 a 1 diante do CSA, em Alagoas, são os meias Hyoran e Raphael Veiga.

Gol palmeirense em Maceió nasceu de jogada envolvendo Hyoran e Raphael Veiga (Cesar Greco/Agência Palmeiras)
Gol palmeirense em Maceió nasceu de jogada envolvendo Hyoran e Raphael Veiga (Cesar Greco/Agência Palmeiras)
Foto: Lance!

Felipão mexeu em dez posições na comparação com o time que goleou o Fortaleza por 4 a 0 na estreia, no domingo, no Allianz Parque - somente o centroavante Deyverson atuou nas duas partidas. E foi graças a Hyoran e Raphael Veiga, que pouco vinham atuando antes do começo da competição nacional, que a equipe balançou as redes no estádio Rei Pelé.Aos oito minutos de jogo, Raphael Veiga abriu na esquerda para Hyoran e foi para a área. Recebeu na medida para acertar um belo voleio, abrindo o placar - o CSA empatou aos 17 minutos do segundo tempo, com Matheus Sávio aproveitando bobeira da defesa alviverde.

A jogada é responsabilidade de uma dupla que tem merecido mais chances. Raphael Veiga, por exemplo, foi cortado do mata-mata do Campeonato Paulista, após fazer o gol da vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, na última rodada da primeira fase. Já Hyoran sequer foi inscrito em qualquer etapa do Estadual, tendo apenas a Libertadores para atuar antes do Brasileiro.

Mas Hyoran, ao menos, usou o torneio continental para ganhar pontos com o treinador. Na Libertadores, não saiu do banco para atuar apenas na única derrota do time, para o San Lorenzo, por 1 a 0, na Argentina. No último jogo antes da parada de 15 dias sem compromissos do clube, balançou as redes na vitória por 3 a 0 sobre o colombiano Junior Barranquilla, no Allianz Parque. E iniciou uma trajetória de ascensão.

O camisa 28 entrou em campo nas três partidas seguintes a esse período sem jogos do clube. Na vitória por 4 a 0 sobre o Melgar, entrou no segundo tempo para dar as assistências para Gustavo Scarpa e Moisés fecharem o placar. Também atuou na etapa final diante do Fortaleza, no domingo, furando no lance que culminou no gol de Bruno Henrique.

Nessa quarta-feira, Hyoran teve a sua primeira oportunidade como titular na temporada, e acumulou mais uma assistência, para Raphael Veiga, e atuou até os 35 minutos do segundo tempo. Tem números chamativos em 2019: três assistências e um gol em seis jogos, nenhum inteiro. Na média, a cada três atuações, participou de duas vezes em que a equipe balançou as redes.

Raphael Veiga, por sua vez, ainda não deu assistências, mas tem dois gols em seis partidas na temporada. Ao contrário de Hyoran, Veiga foi titular em metade desses seis jogos em que atuou: antes do CSA, na vitória por 1 a 0 sobre o Oeste e no 0 a 0 diante do Santos, ambos na primeira fase do Paulista. Entrou durante o empate por 1 a 1 diante do Mirassol, a vitória por 1 a 0 contra a Ponte Preta (quando fez gol), ambos pelo Estadual, e na derrota por 1 a 0 para o San Lorenzo, na Argentina, pela Libertadores.

Mas Raphael Veiga parece contar mesmo com o apoio de Scolari, que solicitou o seu retorno depois de passar 2018 emprestado ao Athletico Paranaense, destacando-se na conquista do título da Copa Sul-Americana. Tanto que só foi substituído em Alagoas, aos 17 minutos do segundo tempo, por relatar até tontura devido ao calor em Maceió na tarde dessa quarta-feira.

- Preciso fazer a minha parte, independentemente da escolha do Felipão. Faço a minha parte treinando todos os dias, esperando uma oportunidade. Quando ela aparece, preciso tentar fazer gol, dar assistência e jogar bem. É assim que vou conseguir mais chances - disse Raphael Veiga.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade