PUBLICIDADE

França nunca foi derrotada com Pogba e Kanté de titulares

Seleção nunca saiu de campo derrotada nas vezes em que a dupla começou uma partida entre os titulares

14 jul 2018 16h09
| atualizado às 16h30
ver comentários
Publicidade

Silenciosos e fundamentais. Enquanto Kylian Mbappé e Antoine Griezmann resolvem na frente, a responsabilidade de N'Golo Kanté e Paul Pogba é de manter a situação sob controle atrás. Os volantes viraram destaques na França e carregam um dado importante para a final da Copa do Mundo: todas as vezes em que começaram juntos como titulares, a seleção francesa não saiu de campo derrotada. São 18 jogos, 14 vitórias e 4 empates.

Pogba e Kanté são destaques da França na Copa do Mundo (Foto: Reprodução)
Pogba e Kanté são destaques da França na Copa do Mundo (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

Paul Pogba disputou a Copa do Mundo de 2014, onde foi eliminado nas quartas de final, mas só ganhou a companhia de Kanté no ciclo de preparação para o Mundial de 2018. De lá para cá, todos os jogos onde Didier Deschamps colocou os volantes juntos, a França não soube o que é ser derrotada. A situação irá se repetir neste domingo, contra a Croácia, onde devem começar jogando.

A última derrota da França aconteceu em março de 2018 para a Colômbia. Apenas Kanté atuou como titular, enquanto Pogba entrou no segundo tempo. Nas Eliminatórias da Copa do Mundo, quando perdeu para a Suécia, o volante do Manchester United jogou ao lado de Matuidi, enquanto o do Chelsea sequer entrou em campo. Os casos se repetem ao longo dos anos: sempre que a França é derrotada, um deles não está como titular.

Na final da Eurocopa de 2016, onde Portugal ficou com o título, a dupla de volantes foi formada por Pogba e Matuidi, enquanto Kanté não pisou no campo. Essa partida foi o ponto de virada para o volante, que ganhou de vez a condição de titular e iniciou uma pequena renovação na seleção francesa.

Rivals no Campeonato Inglês, Kanté e Pogba se complementam perfeitamente em campo. Com alturas distintas, 1,67m para o volante do Chelsea e 1,91m para o do United, os dois dão equilíbrio para a França no ataque e na defesa. Um é de mais contenção, jogo posicional e toque curto, enquanto o outro é vertical, driblador e organizador.

França e Croácia se enfrentam no próximo domingo, às 12h, em Moscou, para disputar do título. Os franceses tentam a segunda conquista, enquanto os croatas querem o feito inédito. É o último jogo desta edição de Copa do Mundo, que passa o bastão para o Qatar em 2022.

Veja também

Copa do Mundo: qual seleção será campeã na Rússia?:

 

Lance!
Publicidade
Publicidade