0

'Histórico', 'especial': atletas do São Paulo se preparam para encarar Ceni

Ídolo será adversário do São Paulo pela primeira vez na história no próximo domingo, no Castelão. Desafeto de Leco, ele é exaltado pelos jogadores do clube do Morumbi

7 mai 2019
08h02
  • separator
  • 0
  • comentários

São Paulo e Rogério Ceni estarão em lados opostos pela primeira vez na história no próximo domingo, às 19h, no Castelão. Hoje técnico do Fortaleza, o ídolo vai reencontrar o ex-clube, ex-companheiros (como Hernanes), ex-comandados (como Jucilei) e um ex-comandante (Cuca).

Rogério Ceni comanda o Fortaleza desde 2018 e já tem duas taças - FOTO: Divulgação
Rogério Ceni comanda o Fortaleza desde 2018 e já tem duas taças - FOTO: Divulgação
Foto: Lance!

Assim que a partida contra o Flamengo acabou, o duelo com Ceni passou a ser assunto no São Paulo. Hernanes, que jogou ao lado do Mito entre 2005 e 2010, prevê um duelo "histórico". O Profeta chegou a conversar com o ídolo sobre a possibilidade de retornar ao Morumbi no início de 2017, quando ele era o técnico, mas acabou chegando só no segundo semestre, já com Dorival.- Vai ser um encontro interessante, vamos dizer histórico. Mas, quando a bola rolar, as coisas que aconteceram no passado, tudo fica fora, o que importa é quando a bola rola. Vai ser muito falado até domingo, mas quando o jogo começar cada um vai brigar pelos três pontos - disse.

Tiago Volpi, quinto goleiro a ocupar o posto deixado por Ceni desde sua aposentadoria, em 2015, também foi questionado sobre este reencontro - Denis, Renan Ribeiro, Sidão e Jean são os outros goleiros que jogaram pelo São Paulo depois que Ceni parou.

- A gente espera que seja muito difícil, pelo bom trabalho que o Rogério tem feito no Fortaleza. Tem um sentimento especial por tudo o que ele representa para o São Paulo até os dias de hoje. É bacana poder enfrentá-lo, espero que a gente possa sair vencedor.

Cuca, que dirigiu Ceni em 2004 e teve um entrevero com ele naquela época, depois de uma briga do goleiro com o preparador físico Omar Feitosa, garante que já está tudo superado.

- Não tenho nada contra o Rogério, pelo contrário. Um dos, se não o melhor goleiro com que já trabalhei. Probleminhas acontecem, mas não lembro de ter acontecido um grande problema com ele. Pessoal fala muito.

Campeão da Florida Cup pelo São Paulo em 2017, em sua primeira experiência como treinador, Ceni foi demitido em julho, com a equipe na zona de rebaixamento do Brasileirão. Ele ficou chateado com o presidente Leco, com quem troca farpas até hoje. No Fortaleza, onde está desde 2018, o Mito já faturou uma Série B e um Estadual.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade