0

Guarani vence o Paraná e assume a vice-liderança da Série B

Gol do time de Campinas foi marcado por Samudio, de cabeça, no início do segundo tempo

10 jun 2017
18h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Em um jogo morno e marcado por muitos erros, o Paraná perdeu para o Guarani por 1 a 0, na tarde deste sábado, na Vila Capanema, pela 6ª rodada da Série B. Com o resultado, o time de Campinas assumiu a vice-liderança da competição. Já a equipe paranaense amarga a 16ª colocação, com seis pontos conquistados.

O primeiro tempo foi truncado. Com os dois times esbarrando nas fortes marcações e sofrendo muitas faltas, o que se viu foram poucas jogadas de efeito e realmente perigosas. Assim, as primeiras oportunidades foram em lances de bola parada, mas com nenhuma finalização levando perigo.

O Guarani levava a melhor no meio de campo e, por conta disso, ficava mais com a bola. No entanto, faltava contundência. Já o Paraná tinha dificuldades na transição na hora de contra-atacar, com os jogadores tomando decisões erradas em algumas ocasiões.

Diante deste cenário, as melhores jogadas ocorreram no último terço do primeiro tempo, e sempre em erros do adversário. Aos 30 minutos, o volante Gabriel Dias, do Paraná, saiu jogando errado e Samúdio ficou na cara do gol, mas bateu para fora. Aos 38, Guilherme Biteco apareceu nas costas da defesa, mas bateu de primeira e desperdiçou uma ótima oportunidade de abrir o placar.

Na etapa final, o Paraná voltou com uma alteração: saiu Matheus Carvalho e entrou Minho. Com isso, Guilherme Biteco passou a jogar mais centralizado e teve uma outra boa chance aos cinco minutos, mas bateu por cima do gol de Leandro Silva.

Já o Guarani passou a explorar mais o contra-ataque. Embora chegasse com muita velocidade, o time era cortado na hora do arremate, o que gerava muitos escanteios. No terceiro deles, na etapa final, Samúdio, de cabeça, abriu o placar na Vila Capanema.

Com o gol do Guarani, o Paraná se atirou em busca do gol de empate. As melhores chances vieram aos 13 e aos 17, mas Felipe Alves acertou a trave, de cabeça, e Robson tentou driblar ao invés de finalizar e desperdiçou uma grande chance, já que estava dentro da grande área.

Aos poucos, o Paraná perdeu o ímpeto ofensivo. Além de não chegar, o time passou a dar ainda mais espaço para o contra-ataque do Guarani, que chegou a acertar a trave com Auremir, aos 38 minutos.


Guarani quebrou a invencibilidade do Paraná na Vila Capanema em 2017 (Foto: Rádio Transamérica Curitiba)
Guarani quebrou a invencibilidade do Paraná na Vila Capanema em 2017 (Foto: Rádio Transamérica Curitiba)
Foto: Lance!
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade