1 evento ao vivo

Guarani aproveita melhor as chances e vence Avaí por 2 a 1 na Série B

Avaí teve inúmeras chances de marcar balançar as redes, mas o Guarani foi mais letal nas oportunidades com gols de Junior Todinho e Romércio

25 out 2020
20h23
atualizado às 20h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Guarani e Avaí mediram forças hoje (25), no Estádio Brinco de Ouro, pela 18ª rodada do Brasileirão da Série B. Com os times em situações nada confortáveis na tabela, foi o Bugre quem levou a melhor ao fazer 2 a 1 nos rivais.

Reprodução/Premiere
Reprodução/Premiere
Foto: Lance!

Com os três pontos, o Guarani ganha um respiro ao pular duas posições e chegar ao 13º lugar com 21 pontos. O Avaí perdeu duas colocações e agora é o 11º ao permanecer com os 23 pontos na Série B.

PRIMEIRO TEMPO AVAÍ COMEÇOU MELHOR, MAS GUARANI TERMINOU SUPERIOR

A partida começou promissora. Nos primeiros minutos o Guarani tinha produzido um ataque perigoso com Crispim, mas logo em seguida o Avaí respondeu com Pedro Castro. O camisa 7 recebeu a bola de Valdívia e chutou. Gabriel precisou sair do gol para diminuir o espaço e evitar o gol. E o Bugre deu a tréplica aos sete minutos. Renanzinho cruzou na cabeça de Rafael Costa, que testou e Glédson espalmou no susto.

O Guarani esquentou no jogo e subiu a marcação para pressionar a saída de bola do Avaí. Eduardo Person e Junior Todinho tentaram arriscar de fora nos 11 e 12 minutos, mas Glédson segurou firme. E o jogo se mostrou lá e cá. Mesmo sem querer, Gaston Ramirez cruzou e a bola foi direto para o gol, Gabriel precisou voltar e tirar a bola para escanteio.

A bola ficou viva nos pés de Guarani e Avaí, mas era o time catarinense quem mais se aproximava de um gol com cruzamentos na área e chutes de longe. Aos 26 minutos, o jovem Eduardo Person, do Bugre, sentiu o joelho e precisou ser substituído por Arthur Rezende. E logo depois a troca, a equipe de Felipe Conceição teve uma chance com Romércio, que testou firme um escanteio e a bola saiu rente à trave de Glédson.

Mas as chances que o Avaí tentava construir e não concluia em gol teve punição ao Leão. Aos 33 minutos, a bola foi levantada na área e Glédson falhou. A redonda ficou viva na área até sobrar para Junior Todinho cabecear e a bola ainda chorar antes de entrar. O Guarani cresceu na reta final de jogo e por pouco não fez mais um com Arthur Rezende, que chutou colocado e e fez o goleiro do Avaí espalmar.

SEGUNDO TEMPO AVAÍ FOI NOVAMENTE PUNIDO COM GOL

Na volta para o intervalo, Glédson, que trabalhou muito nos primeiros 45 minutos, sentiu uma lesão e foi substituído por Lucas Frigeri. Com a bola rolando, o segundo tempo começou morno, mas precisando buscar o resultado o Avaí quem ditou o ritmo. Até aos nove minutos, os catarinenses tiveram 65% de posse de bola. Chegando aos poucos após trabalhar a bola, o Leão quase marcou com Pedro Castro em um chute de longe, onde ele viu Gabriel se jogar e se esticar todo para salvar.

O técnico Geninho vendo o melhor momento do seu time no jogo tirou Ralf e colocou o atacante Jonathan para ficar fortalecido no sistema ofensivo. E quase deu resultado. No primeiro lance do camisa 39, ele pegou o rebote de uma cortada errada do Guarani e chutou forte fazendo Gabriel sujar o uniforme.

Mas o Avaí novamente foi punido mesmo melhor no jogo. Aos 31 minutos, a bola foi levantada em escanteio, Romércio subiu mais que os jogadores do Leão e fez o segundo. Aos 40 minutos, o Avaí conseguiu diminuir o placar também em escanteio. Renatinho cobrou escanteio fechado, ela bate no travessão e após nova bola levantada, Alan Costa faz o primeiro dos visitantes.

Após o tento, o Bugre tentava gastar todo tempo possível. Até um gandula foi expulso da partida. Enquanto o Avaí queria de todo jeito pelo menos arrancar um ponto em Campinas, mas em vão. O jogo terminou mesmo em 2 a 1 para o Guarani.

Veja também:

Para tentar entender Maradona: veja filmes em homenagem ao "Pibe"
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade