0

Geninho destaca 'respeito' para Avaí superar Guarani no Brinco de Ouro

Técnico do Leão exalta estilo de jogo adotado pelo Bugre no último sábado, o que dificultou infiltrações dos catarinenses. Ambos brigam pelo acesso à elite do futebol

14 out 2018
16h57
  • separator
  • 0
  • comentários

O Avaí encontrou dificuldades para sair com a vitória diante do Guarani por 2 a 1, no Brinco de Ouro, no último sábado. Por conta disso, o técnico do Leão, Geninho destacou a força dos campineiros para buscar os três pontos, mas ressaltou respeito fora de casa para sair com o triunfo.

Geninho destaca vitória para seguir pensando no acesso à elite (Foto: Divulgação / Avaí)
Geninho destaca vitória para seguir pensando no acesso à elite (Foto: Divulgação / Avaí)
Foto: Lance!

- Acho que o grande mérito do Avaí foi respeitar o Guarani, saber a dificuldade que teríamos, um time que marcou forte, praticamente tirou os passes do Guarani, obrigando eles a levantar a bola. O time se doou bastante, encarou o jogo como teria que ser encarado, um jogo de seis pontos. O mérito foi esse, o respeito ao adversário, a maneira como a equipe cumpriu o que foi determinado, a coragem de atacar, o Avaí teve chance para matar o jogo. Foi bom, importante foi a vitória e não tem como reclamar - disse o técnico.

O Avaí não terá tempo para respirar. O técnico Geninho já visa o próximo confronto pelo Campeonato Brasileiro contra o Oeste e ressaltou que a equipe Rubro-negra é complicada de se enfrentar.

- Falta muito pouco, sete rodadas, pouco mais de um mês para atingir um objetivo que a gente vem brigando desde maio. Hora da torcida ajudar, peço muito, o jogo contra o Oeste é difícil, uma equipe chata, empatou com o Fortaleza, tirou ponto de adversário pesado. Um time que joga de sangue doce, não tem nada a perder, vamos precisar do apoio da torcida, na hora que o time baquear ela levante o time para cravarmos mais uma vitória em casa.
Geninho analisou que o time catarinense obteve erros, como o pênalti perdido do Renato na segunda etapa, que comprometeu a "tranquilidade" da partida até os minutos finais.

- Tivemos vários lances porque o Guarani se mandou, como se fala em modo mais tosco. Ele abria espaço para o contra-ataque em velocidade, o Getúlio puxou alguns, o próprio Jones. Tivemos o pênalti desperdiçado e tudo isso deixa o coração apertado, porque estávamos jogando contra um time que criava, a bola pererecando ali dentro - concluiu.

O Avaí volta a campo no próximo sábado, na Ressacada, diante do Oeste. Para o compromisso, Geninho não poderá contar com Matheus Barbosa, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Marquinhos, poupado contra o Guarani, deve voltar a ser opção. Agora, o Leão da Ilha se encontra na terceira posição, com 51 pontos.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade