0
Logo do Palmeiras
Foto: terra

Palmeiras

Galiotte não vê erro de planejamento e diz que Palmeiras ganhará a Liberta

Presidente afirma que não é o momento de caçar culpados pela queda em mais um torneio. Segundo ele, time já melhorou em relação ao ano passado na Copa: 'Mas não está bom'

10 ago 2017
07h04
atualizado às 09h36
  • separator
  • comentários

Maurício Galiotte não considera que o planejamento do Palmeiras foi mal feito, mesmo depois de todo o investimento para uma temporada que provavelmente terminará sem títulos. O presidente diz que o time precisa continuar disputando a Libertadores e assim a conquistará novamente.

- Nós vamos ganhar a Libertadores. A torcida do Palmeiras pode ter confiança de que vamos ganhar a Libertadores. Quanto mais vezes disputarmos, melhor. É disputar novamente ano quem, no outro também... Em algum momento vamos ganhar a Libertadores. Ano passado saímos na primeira fase, esse ano evoluímos um pouquinho... Não está bom, óbvio que não está. Torcida está chateada, nós também, mas temos de ter consciência de que o trabalho tem de continuar - afirmou o dirigente.

Sem títulos no Paulista, Copa do Brasil e agora a Libertadores, o Verdão deixou para trás seu principal foco para 2017. Ainda que eliminado para o Barcelona (ECU), um time com currículo modesto no torneio, Galiotte não quis considerar que o problema estava no trabalho da diretoria.

- A questão não é planejamento, erro ou falta. Temos 32 equipes disputando, uma vai ganhar. 31 fizeram o planejamento errado? Contratamos o melhor jogador da Libertadores, contratamos o melhor jogador eleito da América do Sul, hoje foi opção do treinador não colocar o Borja. Temos de entender que o momento é difícil, todo mundo está triste. O treinador (Cuca) teve problema, perdemos substituição na primeira etapa (Mina se machucou e deu lugar a Edu Dracena). Tudo isso está dentro do jogo, contempla nas mudanças, o treinador teve de fazer uma opção e fez - acrescentou.

Quarto colocado no Brasileiro, o Palmeiras agora terá apenas o campeonato nacional para disputar, mas a 15 pontos do líder Corinthians. Embora ainda não jogue a toalha pelo improvável título, Galiotte diz que o mais importante é conseguir novamente uma vaga na Libertadores.

- Vamos trabalhar para fazer o maior número de pontos possíveis. Matematicamente é, mas vamos trabalhar focado jogo a jogo. O Palmeiras tem um elenco competitivo, fizemos um bom jogo. Quando se perde nem tudo está errado, quando se ganha nem tudo está certo. Temos de analisar com calma o que pode ser feito e melhorado, e continuar - encerrou.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade