0

Fla marca no último lance, vira sobre Goiás e é vice-líder

Duelo - atrasado - foi válido pela 11ª rodada do Brasileiro e realizado no Maracanã; Pedro marcou duas vezes e foi o herói da virada rubro-negra

13 out 2020
20h13
atualizado às 20h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O duelo - atrasado - pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro parecia destinado os holofotes apenas aos goleiros. Parecia... No último lance, depois de Hugo Souza e Tadeu brilharem nesta terça-feira, Pedro marcou (pela segunda vez) e deu a virada ao Flamengo sobre o Goiás: 2 a 1. O Maracanã ainda viu Vinícius Lopes abrir o marcador para os visitantes, que valorizaram a vitória de um time que, agora, passa a dividir a liderança com o Atlético-MG.

Foto: Jorge Rodrigues/Agif-Agência de Fotografia / Estadão

O Flamengo volta a campo já nesta quinta, sem tempo para maiores aprontos ou reflexões, quando recebe o Red Bull Bragantino. Já o Goiás enfrenta o Bahia na sexta, em casa. Os confrontos serão pela 16ª rodada.

Amargou o chopp

O horário atípico do jogo, 18h de dia de semana, seria mais habitual para um happy hour, sobretudo para a boemia carioca. Mas o Goiás tratou de amargar o chopp dos rubro-negros ainda ao cair do sol.

Atrevido para atacar, o Goiás se fechou em linhas baixas, mas ameaçou na frente com os seus pontas, Keko e Vinícius Lopes. Este último, aliás, foi o responsável por abrir o placar. Na casa dos dez minutos, recebeu uma inversão primorosa de Daniel Bessa e, de primeira e após a falha de posicionamento do jovem Matheuzinho, acertou uma chapada categórica: caixa.

Ataque contra defesa

O Flamengo passou a alugar o terreno da defesa esmeraldina. Sem meias de criação (Everton Ribeiro, Arrascaeta e Diego foram ausências, por convocações e suspensão, respectivamente), o time de Dome dependia da inspiração de Bruno Henrique e Michael, extremos, para servir Pedro.

O volume de jogo rubro-negro foi se acentuando no decorrer do jogo. Bruno Henrique e Filipe Luís vinham incomodando com dobradinhas de qualidade. E, após forte pressão, 15 arremates e brilho de Tadeu, o gol de empate - já maduro - saiu. O camisa 27 cruzou para Pedro, letal, deixando tudo igual.

Foto: Luciano Belford/Agência O Dia / Estadão

VAR e gols anulados

Antes dos times irem para o intervalo, o VAR foi acionado em dois lances significativos. No primeiro, em uma rara chance do Goiás depois de sair à frente do placar, David Duarte cabeceou para o fundo da rede, mas o árbitro de vídeo apontou a posição irregular.

Bruno Henrique também viu o VAR indicar um gol irregular. A bola resvalou em sua mão antes de passar a linha (por pouco). O placar parcial ficou em 1x1.

Sustos distintos

Com lance de Bruno Henrique encerrou a primeira etapa, com lance de Bruno Henrique abriu a segunda etapa. O atacante acertou o travessão, após cabeçada, e refletiu um reinicio de mais consistência do lado dos mandantes.

E Bruno Henrique protagonizou outro lance de susto. Mas, desta vez, não teve a ver com o fator esportivo. Breno viu as travas da chuteira de BH atingirem em cheio o seu rosto, depois de dividida. O meio-campista chegou a ir à maca, a sangrar, mas tudo não parece ter passado de um tremor.

Goleiros brilham

Franco e com times em propostas distintas, o duelo reservou dois destaques inesperados no segundo tempo. E eles estavam debaixo das traves. Hugo e Tadeu, que já tinha salvado uma tentativa de Natan de forma memorável na etapa inicial, realizaram defesas milagrosas. A dupla estava disposta a fazer história e não ver mais redes balançando.

Pedro, Bruno Henrique, Keko, Douglas Baggio... Atacantes das duas equipes tentaram de diversas formas superar os goleiros. Mas só um conseguiu.

Foto: Alexandre Durão/Código 19 / Estadão

... mas ele decidiu! De novo

E é Pedro. Pedro aproveitou uma bola no último lance do jogo, rebatida, e voltou a desmontar Tadeu. O camisa 9 saiu como herói e deixou o Fla, que finalizou 27 vezes esta noite, na cola do Atlético-MG, agora com os mesmos 30 pontos - na co-liderança.

No fim das contas, haja saideira para os flamenguistas, reverenciados por Pedro após sufoco.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2X1 GOIÁS

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 13 de outubro de 2020, às 18h

Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)

Assistentes: Rafael Trombeta (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Árbitro de vídeo: Thiago Duarte Peixoto (SP)

Gramado: Irregular

Cartões amarelos: Filipe Luís (FLA) / Keko, Tadeu, Rafael Moura, Caju (GOI)

Cartões vermelhos:

GOLS: Vinícius Lopes, 12'/1ºT (0-1); Pedro, 39'/1ºT (1-1), 52'/2ºT (2-1)

FLAMENGO (Técnico: Domènec Torrent)

Hugo Souza; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Natan e Filipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia e Gerson (Lincoln, 31'/2ºT); Michael, Bruno Henrique e Pedro.

GOIÁS (Técnico: Enderson Moreira)

Tadeu; Edílson, Fábio Sanches, David Duarte e Caju; Breno (Ratinho, 7'/2ºT), Shaylon (Douglas Baggio, 27'/2ºT), Daniel Bessa; Keko (Pintado, 39'/2ºT), Vinícius Lopes e Rafael Moura.

Veja também:

Veja promessas do Barcelona que podem despontar no futuro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade