0

Festa da comissão do Atlético-MG pode ter espalhado covid

Um evento com mais de 50 pessoas, incluindo Jorge Sampaoli, gerou insatisfação no Atlético-MG pelo alto risco de contágio pelo coronavírus

19 nov 2020
13h49
atualizado às 14h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O surto de Covid-19 que atingiu o Atlético-MG nas duas últimas semanas, elevando os casos de apenas um, com Cazares, no meio do ano, para 25, já afetou o time dentro de campo, pois perdeu várias peças importantes da equipe, além de toda a comissão técnica alvinegra, também (incluindo Jorge Sampaoli).

E, um evento promovido pelo gerente de futebol Gabriel Andreata, que contou com presença de Sampaoli e de seus auxiliares, criou um clima de tensão no clube e insatisfação na diretoria atleticana. A informação da festa foi veiculada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo L!.

A comemoração aconteceu após a vitória sobre o Flamengo, por 4x0, no 8 de nov

Sampaoli foi à festa promovida pelo seu gerente de futebol,Gabriel Andreata, gerando desconforto  no clube pelo risco que criou de contágio pelo coronavírus-(Bruno Cantini/Agência Galo)
Sampaoli foi à festa promovida pelo seu gerente de futebol,Gabriel Andreata, gerando desconforto no clube pelo risco que criou de contágio pelo coronavírus-(Bruno Cantini/Agência Galo)
Foto: LANCE!

embro, data do aniversário de Andreata. Por coincidência, todos os presentes estavam confirmados com a Covid-19 dias depois.

O Atlético não se posicionou oficialmente, mas Sérgio Sette Câmara, não gostou da festa, que contou com mais de 50 pessoas em um restaurante de Nova Lima, na Grande BH. A assessoria do clube disse que "tratará o assunto de forma interna".

Apesar do evento ter sido realizado e pouco tempo depois haver várias casos de Covid-19, não há como comprovar que a festa pode ter sido o foco do surto da doença entre jogadores e pessoas que trabalham no Atlético-MG.

Todavia, o risco alto que a aglomeração gerou de contágio coletivo pelo coronavírus, trouxe a preocupação e contrariedade no Atlético, que tenta seguir um rigoroso protocolo de saúde para evitar que o vírus se espalhe internamente. O prejuízo já está feito, pois além de pessoas que comandam time estarem de fora, o time mineiro ficará por um bom tempo sem Guga, Réver, Allan, Alan Franco, Savinho e Vargas, todos em quarentena.

Veja também:

Lembre os jogos que o São Paulo está sem perder no Brasileirão
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade