2 eventos ao vivo

Felipe Melo passa lição de 2018: cinco minutos custam caro na Libertadores

Volante recorda campanha do ano passado, encerrada graças a desatenção nas semifinais, na Bombonera, antes da estreia do Palmeiras na edição atual, na quarta-feira, na Colômbia

1 mar 2019
15h22
atualizado às 16h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Na próxima quarta-feira, às 21h30, o Palmeiras estreará na Libertadores diante do Junior Barranquilla, na Colômbia. E Felipe Melo dá uma lição clara da campanha do ano passado, na qual o time parou nas semifinais com só uma derrota fora de casa, exatamente nesta fase, contra o Boca Juniors, em Buenos Aires: qualquer desatenção custa caro no principal torneio das Américas.

Felipe Melo ressalta importância de estar sempre 100% concentrado na Libertadores (Agência Palmeiras/Divulgação)
Felipe Melo ressalta importância de estar sempre 100% concentrado na Libertadores (Agência Palmeiras/Divulgação)
Foto: Lance!

- Cada competição que se inicia é uma nova história. Fizemos uma boa campanha, mas não foi suficiente para atingir objetivo de ser campeão. Fomos os melhores da primeira fase, inclusive vencemos o Boca fora de casa e depois, quando precisou, não fomos tão eficientes assim. Só esse resultado já é grande exemplo que não adianta ser o melhor na primeira fase e ter cinco minutos de desatenção. Tiro de exemplo que quaisquer cinco minutos podem estragar uma bela história que estava sendo escrita - disse o volante.

Ainda falando sobre a campanha do ano passado, o Palmeiras também estreou diante do Junior Barranquilla, na Colômbia, e ganhou por 3 a 0, com dois gols de Bruno Henrique e um de Borja. Mas Felipe Melo fez questão de lembrar que os anfitriões tiveram um jogador expulso aos nove minutos de jogo e até comparou o resultado à vitória por 3 a 0 do Barcelona sobre o Real Madrid, na última quarta-feira, pelas semifinais da Copa do Rei.

- O primeiro tempo poderia, facilmente, terminar 2 a 0 para o Real Madrid. Mas o Barcelona aproveitou as chances que teve e falam que deu chocolate. Foi o que aconteceu conosco em Barranquilla no ano passado. Eles tiveram duas grandes oportunidades no início, tocam bem a bola, mas a expulsão fez o Palmeiras tomar conta do jogo e vencer. Esperamos uma equipe forte, querendo jogar e tocar a bola. Vamos nos preparar com muito atenção, fazendo o que o Felipão pede, porque será difícil - indicou, esperançoso pelo fim dos erros que o time vem cometendo no Campeonato Paulista.

- O Felipão que sabe o estágio em que estamos. Estamos em uma crescente, como é normal na maioria dos clubes do Brasil, por se tratar de início de temporada.Cometemos erros que, seguramente, não serão cometidos em jogos futuros. É normal de quem está começando uma temporada e almejando coisas grandes - apontou o camisa 30 do Palmeiras.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade