1 evento ao vivo

Felipão defende Patrick Brey, apesar de mais uma atuação ruim do lateral

O treinador do Cruzeiro disse que a derrota para o Confiança não pode ser creditada apenas para um jogador da equipe

28 nov 2020
17h55
atualizado às 17h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

As últimas atuações do lateral-esquerdo Patrick Brey têm, gerado muitas críticas, sendo considerado um dos responsáveis mais diretos pelos maus resultados do Cruzeiro em jogos em casa. Brey recebeu contestações com sua performance nos duelos da Raposa contra Guarani, Figueirense e Confiança por ter participação defensiva aquém do esperado.

Patrick Brey não vem apresentando bom futebol nos últimos jogos da Raposa-(Bruno Haddad/Cruzeiro)
Patrick Brey não vem apresentando bom futebol nos últimos jogos da Raposa-(Bruno Haddad/Cruzeiro)
Foto: Lance!

Recentemente, o lateral estava negociando sua saída do clube para o futebol europeu, mas Felipão o reintegrou ao elenco e deu uma sequência de jogos, algo pedido com frequência pela torcida celeste. Todavia, o jogador não vem correspondendo, o que deve dar espaço para o retorno como titular absoluto de Matheus Pereira, que se recuperou de um problema físico e cumpriu suspensão automática.

Matheus voltou no segundo tempo contra o Confiança após mais uma partida ruim de Brey, que foi driblado facilmente em um lance que antecedeu o pênalti cometido por Raul Cáceres.

A escalação de Matheus Pereira era esperada para começar o jogo, mas Felipão preferiu poupar o jovem. Todavia, a escolha não teve efeito prático, obrigando o treinador a recorrer ao jogador para corrigir as falhas defensivas de Brey. O técnico disse que Matheus não poderia jogar os 90 minutos.

- Vocês viram que o Matheus não tinha condições para jogar o jogo todo. Ele vem treinando há quatro dias. Esteve machucado e, além de machucado, passou por algumas dificuldades. Vai, aos poucos, adquirindo sua condição para que tenha uma possibilidade de jogar o jogo todo-disse Felipão, que saiu em defesa de Patrick Brey.

- Não adianta a gente colocar o Matheus apenas por colocar, quando o Patrick vinha jogando razoavelmente bem e cumprindo aquilo que a gente pretende, conseguindo resultados. Uma equipe não perde por um jogador, perde porque todos nós erramos em alguns aspectos. E pronto-completou.

Veja também:

Veja os clubes tradicionais do Brasil que não estão nas Séries A e B
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade