0
Logo do Botafogo
Foto: terra

Botafogo

Falta pouco: Igor Rabello avalia ataque e defesa do Botafogo

Zagueiro do Glorioso entende que time está 'encaixado', dando poucas chances aos adversários e criando. Admite, porém, que a quantidade de gols está baixa

13 mar 2018
19h09
atualizado às 19h09
  • separator
  • comentários

Parece senso comum o maior poder de criação que o Botafogo de Alberto Valentim conseguiu obter. Contudo, a pouca quantidade de gols marcados (cinco, média de um por jogo) e as chances que os rivais têm preocupam parte da torcida. Após um mês de trabalho do treinador, o zagueiro Igor Rabello avalia como positiva a direção da equipe.

Igor Rabello está mais do que consolidado na equipe de General Severiano (Reprodução Twitter)
Igor Rabello está mais do que consolidado na equipe de General Severiano (Reprodução Twitter)
Foto: Lance!

- Nosso time está encaixado, conseguindo jogar. Mas vou discordar de estar dando chances aos adversários. No último jogo eles (Volta Redonda) tiveram chances. A gente tem trabalhado bastante a parte defensiva. No ofensivo, uma hora vai sair o gol - garante Rabello.

Qual seria a grande virtude do Glorioso até aqui? E no que o Glorioso precisa melhorar, especialmente contra o Vasco, no clássico decisivo de domingo? O general responde.

- Estamos bastante compactos, trabalhando bem a bola. E melhorar na última situação, que é o gol. Quando sair, vão sair bastantes gols - afirma o zagueiro.

Bebeto
Igor Rabello foi questionado, obviamente, sobre a morte do ex-presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas. Apesar de cria da base alvinegra, ele não trabalhou sob as ordens do ex-mandatário, mas amparou quem conviveu com ele. E desejou bons sentimentos à família.

- Complicado, lamentamos a perda dele. Jefferson e outros funcionários, até da fisioterapia, trabalharam com ele. Sentimentos à família - lamentou.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade