3 eventos ao vivo

Falta de vento adia abertura da Star Sailors League Finals nas Bahamas

Velejadores esperaram por horas em terra, até que a Comissão de Regatas decidiu adiar a abertura do campeonato para esta quarta-feira

4 dez 2018
20h00
  • separator
  • 0
  • comentários

A expectativa de 50 velejadores de 19 países será mantida pelo menos por mais um dia. A falta de vento impediu que a Comissão de Regatas (CR) realizasse as duas provas previstas para esta terça-feira em Nassau. Além da intensidade fraca, não ultrapassando 4 nós (7 km/h), os ventos estavam muito rondados, ou seja, sem direção definida. Nesta quarta, as regatas começam às 11h local (14h em Brasília).

Sem vento em Bahamas adia por mais um dia primeiros duelos (Foto: Divulgação)
Sem vento em Bahamas adia por mais um dia primeiros duelos (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

O programa da fase de classificação, em que as 25 duplas velejam juntas, prevê 11 regatas, que agora terão de ser distribuídas em apenas três dias, em vez de quatro. A intenção da CR, se o vento permitir, é de organizar quatro provas quarta e quinta-feira, mais três na sexta, quando serão definidas as dez duplas classificadas para as eliminatórias no sábado, com quartas de final, semifinal e final no mesmo dia.

A manhã da quarta-feira foi reservada ao tradicional briefing com os velejadores, ao lado da piscina. Depois, restou aguardar pela informação oficial do adiamento que só veio no meio da tarde. Lars Grael, ao lado da esposa Renata, optou por permanecer sob o ar condicionado do restaurante do Nassau Yacht Club.

- A previsão indicava ventos de no máximo 3 ou 4 nós, e variando de sudoeste e sueste, com diferença de 100 graus. O vento só deve firmar mesmo na quinta, sexta e sábado - conferiu o medalhista olímpico.

Jorge Zarif, o atual campeão mundial de Star, em sua quarta participação na SSL Finals, também concordou com a decisão da comissão de regatas.

- Não há vento algum. Seria impossível velejar ou até mesmo sair do clube em direção à raia. A partir de amanhã (quarta-feira) deve entrar uma brisa e teremos grandes regatas", desejou Jorginho.

Esquadra brasileira - Scheidt e Boening, o Maguila, estão novamente entre os 25 finalistas. A dupla foi medalha de bronze em 2016 e vice-campeã em 2017. Scheidt, venceu a primeira edição da SSL Finals em 2013 ao lado de Bruno Prada, que neste ano corre com o norte-americano Augie Diaz. O atual campeão mundial de Star, Jorge Zarif, forma dupla com Pedro Trouche, enquanto o medalhista olímpico Lars Grael retorna à raia de Nassau com Samuel Gonçalves, representante da Marinha do Brasil. Arthur Lopes, campeão sul-americano de Star com Scheidt há três semanas no Rio de Janeiro, está ao lado de Paul Cayard.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade