PUBLICIDADE

Expulso contra o Nova Iguaçu, Marcinho está fora do primeiro jogo da final da Taça Rio

Com pouco mais de 10 minutos em campo, Marcinho deu assistência para Pedro Castro, mas levou dois amarelos e ficou suspenso para primeiro duelo da decisão, contra o Vasco

9 mai 2021 22h12
| atualizado às 23h48
ver comentários
Publicidade

Neste domingo, o Botafogo venceu o Nova Iguaçu por 1 a 0, no Estádio Nilton Santos, em partida válida pelo jogo de volta da semifinal da Taça Rio. Sem ter a vantagem do empate, Glorioso jogou mal, mas conseguiu avançar de fase graças ao golaço de Pedro Castro. No entanto, as dificuldades foram ainda maiores por conta da expulsão de Marcinho, que em pouco mais de 10 minutos, acabou sendo expulso e é o primeiro desfalque confirmado para o próximo duelo contra o Vasco, no jogo de ida da decisão da Taça Rio.

Jogador ficou pouco mais de 10 minutos em campo, levou dois amarelos e foi expulso (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Jogador ficou pouco mais de 10 minutos em campo, levou dois amarelos e foi expulso (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

Contra o Nova Iguaçu, Marcinho fez jus a expressão 'ir do céu ao inferno'. Isso porque, logo após entrar em campo no lugar de Matheus Nascimento, aos 26 da etapa final, o jogador teve participação importante logo em seu primeiro toque na bola. Após lançamento de Warley, Marcinho desviou de chaleira e deixou Pedro Castro na boa para fazer um golaço.

No entanto, apenas sete minutos se passaram para o atleta ficar pendurado. A primeira falta aconteceu em Dieguinho, na altura do meio campo. Assim, pela desproporcionalidade do lance, o meia acabou sendo amarelado na infração. Contudo, aos 38 - 12 minutos após sua entrada em campo -, Marcinho deu novamente o mesmo mole, acertou somente o corpo de Vandinho, e foi expulso pelo segundo amarelo.

Após a partida, por meio de suas redes sociais, Marcinho pediu desculpa por ter sido expulso.

- Muito feliz com a nossa classificação. Nosso grupo trabalha muito e merece. Gostaria de pedir desculpa aos meus companheiros e a nossa torcida. O excesso de vontade acabou fazendo eu cometer um erro. Quem me conhece sabe o quanto eu venho buscando ajudar mais nossa equipe, pois sei que tenho condições. Podem ter certeza que vou trabalhar mais forte para me redimir e dar a volta por cima com essa camisa, que tanto sonhei em vestir, porque nossa torcida merece ser honrada da melhor forma possível - disse o jogador.

Logo, com a suspensão, o jogador já é o primeiro atleta confirmado a ficar fora do jogo de ida da final da Taça Rio. Jogo esse que já tem data marcada pela Ferj: a partida acontecerá no Nilton Santos, às 11h05, no próximo domingo. A decisão, por sua vez, fica para o outro sábado, dia 22, em São Januário, às 15h.

Lance!
Publicidade
Publicidade