5 eventos ao vivo

Estreia contra o Bragantino marca o reencontro entre Botafogo e Felipe Conceição

Comandante da equipe de Bragança Paulista teve curta passagem como treinador do Glorioso, em 2018, quando esteve à frente da equipe carioca por apenas sete jogos

12 ago 2020
06h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Botafogo estreia no Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira, às 19h15, contra o Red Bull Bragantino. A partida que será disputada no Estádio Nabi Abi Chedid, também vai marcar o reencontro do Glorioso com o seu ex-treinador Felipe Conceição, atual comandante do time de Bragança Paulista. Conhecido como 'Tigrão', o técnico esteve no comando do Alvinegro por sete jogos, em 2018, e volta a cruzar com o ex-clube em um momento bem diferente na carreira.

Felipe Conceição treinou o Botafogo por sete jogos em 2018 (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
Felipe Conceição treinou o Botafogo por sete jogos em 2018 (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
Foto: Lance!

Aos 41 anos, Conceição voltou a ter uma grande oportunidade em uma equipe da primeira divisão, ao ser contratado pelo Bragantino, no início do ano. Ele substituiu Antônio Carlos Zago. Felipe iniciou a carreira como técnico em 2013 no São Gonçalo e foi convidado para trabalhar na base do Botafogo. Em 2017, foi efetivado no profissional, após a saída de Jair Ventura para o Santos. A passagem, no entanto, não foi o esperado para ambas as partes.

Ameaçado depois da surpreendente eliminação na primeira fase da Copa do Brasil para a Aparecidense, naquele ano, o treinador deixou o comando do Alvinegro após a derrota de 3 a 1 para o Flamengo na semifinal da Taça Guanabara. Ao todo foram duas vitórias, três empates e duas derrotas.

Setorista do Botafogo no LANCE! à época, o repórter Felippe Rocha acredita que o ex-treinador vai encontrar um clube bem diferente do que deixou há dois anos.

- É um encontro do clube em um momento de maior estabilidade e de um treinador agora no ápice da carreira. O Felipe Conceição é um profissional que não teve tempo de ser melhor avaliado na passagem como técnico do Botafogo. A demissão dele se deu em circunstâncias nas quais poucos dirigentes do Brasil não teriam demitido, mas é um profissional que mostrou um crescimento nos dois trabalhos posteriores que realizou. O Botafogo vivia uma conjuntura de mudanças. Foram quatro técnicos em 2018, além de uma mudança na diretoria entre 2017 e 2018, que resultou na mudanças de ideias, de projeto. Esse ano parece haver um pouco mais de estabilidade com a perspectiva de transição para o modelo S/A e com o técnico Paulo Autuori, que se entende com Montenegro e toca um projeto de integração entre jovens e estrangeiros veteranos. Indica que existe maior solidez no clube. Será um reencontro interessante - analisou Felippe Rocha

Depois do Alvinegro, Conceição trabalhou no Macaé e no América-MG. No Coelho, no ano passado, chamou a atenção ao levar o time que ocupava a lanterna da Série B à quinta colocação. Atualmente, é visto como um dos profissionais mais promissores do futebol brasileiro e faz parte de um projeto ambicioso do clube paulista. Sem mágoas, o "Tigrão", já deu diversas demonstrações de carinho pelo Glorioso e diz torcer para o sucesso do projeto S.A.

No duelo desta quarta-feira, o Botafogo estreia na competição depois de ter o jogo com o Bahia pela primeira rodada adiado. Já o time de Conceição vai tentar tirar proveito do fato de jogar em casa para conseguir a primeira vitória na volta à elite do futebol nacional, depois de um empate em 1 a 1 com o Santos, no último domingo.

Veja também:

Os maiores artilheiros estrangeiros da história do Vasco
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade