0

Equipe Sub-23 do NBB vence seleção da La Liga no Jogo das Estrelas

Com amplo domínio do começo ao fim, selecionado das futuras estrelas do Brasil vence equipe da Liga Argentina de basquete no Desafio Interligas no Jogo das Estrelas do NBB

8 fev 2019
20h48
atualizado às 20h57
  • separator
  • comentários

As futuras estrelas do basquete brasileiro foram as protagonistas do primeiro evento do Jogo das Estrelas do NBB. O Ginásio Pedrocão, em Franca, foi o palco do Desafio Interligas, realizado nesta sexta-feira, que reuniu as estrelas Sub-23 do NBB contra os jovens da Liga Argentina. A torcida fez a diferença e os brasileiros venceram a partida por 91 a 78.

Dikembe, pivô do Paulistano, fez 18 pontos, pegou seis rebotes e foi coroado como MVP (melhor jogador) da partida. Além dele, Gui Abreu, do Franca, autor de 12 pontos, e Didi, também da equipe da casa, e Yago, do Paulistano, se destacaram com onze pontos cada. Pelo selecionado da Liga Argentina, Agustin Barreiro e Federico Elias, ambos com 13 pontos, foram os cestinhas.

A partida ficou marcada por homenagens ao Flamengo. Na manhã desta sexta-feira, uma parte do CT do Ninho do Urubu pegou fogo e matou dez jogadores entre 14 e 17 anos da base do Rubro-Negro. Por conta disso, os atletas e o treinador Gustavo De Conti, que estariam envolvidos no Jogo das Estrelas, retornaram para o Rio de Janeiro. Antes do apito inicial, foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem aos atletas, suas respectivas famílias e todos que estão envolvidos no clube da Gávea.

Além disso, ex-jogador Valtinho, detentor de recordes e um dos grandes armadores de anos atrás no basquete brasileiro, foi homenageado. O atleta foi criado em Franca e marcou época na equipe no final do século passado e início do atual e, ao lado de sua família, recebeu uma camisa com seu nome em um quadro e muitos aplausos da torcida presente no Ginásio Pedrocão.

A torcida compareceu em peso no Ginásio Pedrocão e deu uma prova do motivo de Franca ser considerada a 'capital do basquete'. Didi e Gui Abreu, os dois jogadores que jogam na equipe local, e Yago, do Paulistano, foram os atletas mais aplaudidos no decorrer do duelo.

O jogo
Com certos sinais de falta de entrosamento, o começo da Seleção Brasileira foi lento, com os jogadores errando alguns arremessos. O selecionado da liga argentina abriu o placar e liderou no começo do duelo, mas Didi e Yago, alinhados com o apoio que vinha das arquibancadas, lideraram o Brasil para uma virada. No fim do quarto, os locais lideravam por 25 a 14.

A equipe estrangeira voltou melhor no segundo quarto, bloqueando os ataques do Brasil e pontuando em rápidos contra-ataques, chegando a diminuir a vantagem dos brasileiros para dígito simples. Na reta final do período, Didi, Yago e Dikembe lideraram a reação da equipe da casa, que restabeleceu a folga no placar e foi para o intervalo vencendo por 48 a 34.

Na volta do intervalo, o Brasil deu show e inflamou a torcida. Com amplo domínio do começo ao fim do período, os selecionados do Novo Basquete Brasil venceram esta parte da partida por 25 a 14 e estabeleceram uma vantagem de 73 a 48 no placar, praticamente encaminhando a vitória.

O selecionado da Liga Argentina até venceu o último período, mas nada que fosse suficiente para superar a vantagem construída pelos brasileiros no decorrer do jogo. No fim, vitória da equipe das futuras estrelas do NBB e festa da torcida no Ginásio Pedrocão.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade