0

Entre altos e baixos, Danilo Barcelos volta a ser decisivo no Vasco

Lateral-esquerdo chegou ao Cruz-Maltino empilhando desempenhos positivos, mas teve queda de rendimento. Recentemente, participou efetivamente das vitórias do time

18 jun 2019
07h07
atualizado às 09h43
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma montanha russa marca a passagem de Danilo Barcelos no Vasco até aqui. O lateral-esquerdo destacou-se no começo do Campeonato Carioca, virou o homem das bolas paradas e marcou o gol que deu o título da Taça Guanabara. No entanto, teve um declínio técnico no decorrer da temporada e acabou convivendo com as críticas da torcida. Atualmente a maré começou a mudar. Após a chegada de Vanderlei Luxemburgo, o camisa 14 voltou a ser decisivo em campo.

Danilo Barcelos marcou o gol da vitória sobre o Ceará (Foto: Paulo Sergio/Agencia F8)
Danilo Barcelos marcou o gol da vitória sobre o Ceará (Foto: Paulo Sergio/Agencia F8)
Foto: Lance!

Nas duas vitórias do Vasco no Brasileirão, sobre Internacional e Ceará, Danilo Barcelos foi vital para a construção dos resultados positivos. Contra a equipe gaúcha, cobrou uma falta na trave e, no rebote, Tiago Reis marcou. Diante do time cearense, o lateral-esquerdo, de cabeça, fez o gol da vitória. Em ambas as ocasiões, vibrou muito, comemorando de forma intensa.

- Eu já estava me cobrando. Na minha carreira eu tenho muitos gols de bola parada, mas também com bola rolando. Tenho alguns gols de cabeça também. Eu trabalho muito a bola parada, tem decidido jogos como foi contra o Internacional, quando o Tiago Reis marcou no rebote. Pude ajudar, marcar o gol da vitória e era o que mais importava para sairmos a folga com a cabeça boa - comentou o lateral, sobre marcar com a bola rolando.

As participações diretas nos gols das últimas partidas representam um Danilo Barcelos que pode reencontrar seu próprio auge dentro do Vasco. O lateral-esquerdo parece ter reconquistado a confiança, assim como todo o elenco. O atleta destacou a importância de Luxemburgo, na avaliação do lateral, o grande responsável pela mudança de postura da equipe.

- Na última partida, eu falei que nós temos um grande líder, que é o professor Luxemburgo. É um cara que ganhou o grupo, super correto. Temos que trabalhar. A parada vai ser boa para a gente, vamos trabalhar, ele vai conseguir colocar mais a cara dele. Futebol é tempo. O Luxemburgo precisava de tempo para encaixar o time. É um grande treinador, sabe colocar as palavras na hora certa. Tenho certeza que essa parada vai ser perfeita pra gente - afirmou.

A verdade é que a ascensão de Danilo ajudou o Vasco a chegar na parada da Copa América fora da zona de rebaixamento e, consequentemente, com mais tempo e espaço para buscar melhoras no desempenho neste período.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade