0

Entenda por que Talles Magno não joga mais nesta temporada

Atacante do Vasco voltou lesionado da Seleção Brasileira Sub-17 com uma lesão que lhe tirou do Mundial da categoria e lhe afasta do gramado durante dois meses

9 nov 2019
03h04
atualizado às 08h40
  • separator
  • 0
  • comentários

A notícia foi mesmo muito ruim. A lesão que fez Talles Magno ser cortado da Copa do Mundo Sub-17 impede o atacante também de entrar em campo no que resta temporada nacional. Após os exames junto aos médicos da CBF e à comissão técnica do Vasco, constatou-se que o prazo estimado para a recuperação é de 60 dias.

Talles Magno foi destaque do time profissional do Vasco e da Seleção Brasileira Sub-17 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Talles Magno foi destaque do time profissional do Vasco e da Seleção Brasileira Sub-17 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Foto: Lance!

Seja um pouco mais ou um pouco menos, não há tempo hábil para o retorno do jogador aos gramados ainda este ano, considerando que o Campeonato Brasileiro terminará em cerca de um mês. Nos bastidores do Vasco, a lesão está sendo tratada como "importante". Nem leve, nem gravíssima.

Como o repórter Lucas Pedrosa, da TV Bandeirantes, informou primeiramente e o LANCE! também apurou, a lesão alcançou um tendão da perna direita, além do estiramento detectado na coxa.

Durante o jogo contra o Chile, pelo Mundial Sub-17, na última quarta-feira, Talles Magno controlava a bola no final da partida, na ponta esquerda do ataque brasileiro quando deu um passe e caiu no chão. A Seleção vencia o jogo e já tinha feito as três substituições. Mesmo assim, o jogador do Cruz-Maltino não conseguiu voltar para o campo.

Ele precisou ser carregado pelos outros jogadores até o vestiário. Poucas horas depois já havia o resultado do primeiro exame, que descartava a possibilidade de retorno do jogador para as fases finais da competição, que termina em pouco mais de uma semana.

Atualmente, até para andar o atacante tem dificuldade. Não é possível definir se a lesão foi causada por uma diferença no tipo de treino no clube e na Seleção, por uma eventual falha no gramado ou infeliz acaso.

O tratamento que está sendo desenvolvido envolve fisioterapia, novas avaliações e fortalecimento muscular. Mas bola na rede só em 2020.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade