1 evento ao vivo

Empréstimos e rescisões: O destino dos atletas que estouram a idade na base do Palmeiras

Os jovens da geração 2000 tiveram seus futuros decididos nas últimas semanas. Ao todo, foram quatro baixas no elenco

21 fev 2021
09h10
atualizado às 09h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Palmeiras já iniciou o planejamento para a próxima temporada, tanto na equipe profissional, quanto nas categorias de base. Mais uma vez, o Verdão deve ter uma boa safra oriunda da base para ser aproveitada no elenco de Abel Ferreira. Alguns deles já estão inseridos no grupo e podem aparecer mais, como Renan e Gabriel Silva. Outros nomes como Henri, Pedro Bicalho e Pedro Acácio também devem ganhar espaço.

Contra o Fluminense, Ramon Cesar, ao centro, marcou duas vezes, sendo uma de falta (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)
Contra o Fluminense, Ramon Cesar, ao centro, marcou duas vezes, sendo uma de falta (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)
Foto: Lance!

Entretanto, a categoria de base da equipe também vai sofrer com baixas. Além dos jogadores negociados com outros clubes, o Verdão tem atletas que estouraram a idade limite do sub-20. Nascidos em 2000, a geração não tem mais idade para disputar os torneios da temporada 2021.

Com o elenco mais jovem do Campeonato Brasileiro Sub-20, o Palmeiras teve média de idade do elenco inferior a 18,5 anos. Entre os mais de 50 atletas, apenas quatro estouraram a idade ao final da temporada e já não podem atuar nas categorias de formação. São eles: os zagueiros Carlos Eduardo e Helder; o ponta Valdenilson e o centroavante Aníbal. Além dos quatro, Esteves e Gabriel Menino bateram a idade limite, no entanto, ambos já estavam efetivados no plantel principal desde janeiro de 2020.

CARLOS EDUARDO:

Emprestado junto ao Vitória, o zagueiro Carlos Eduardo teve seu contrato de empréstimo rescindido após o término da temporada Sub-20, apesar das boas atuações e treinamentos com a equipe profissional.

Em São Paulo desde outubro de 2020, Carlos atuou em 19 jogos com a camisa do Palmeiras e foi capitão do time sub-20 em algumas oportunidades. O empréstimo tinha opção de compra com passe estipulado em R$ 5 milhões, equivalente a 50% dos direitos econômicos do atleta, e tinha validade até junho de 2021.

HELDER:

Companheiro de Carlos, capitão da equipe e figura conhecida nas categorias de base do Palmeiras, Helder também não permanece no clube para a temporada 2021. Canhoto de bom passe e de boa estatura (1,90m), o brasiliense foi emprestado ao Botafogo de Ribeirão Preto, para a disputa do Campeonato Paulista e consequentemente da Série C.

VALDENILSON:

Além de Helder, Valdenilson também integrará o plantel do Botafogo de Ribeirão Preto. O ponta chegou ao Verdão após ser destaque no Moto Club, na Copa São Paulo de Futebol Júnior 2020. Lesionado em boa parte da temporada, fez apenas 1 gol em 9 partidas com a camisa alviverde. O contrato do atleta com o Palmeiras vai até fevereiro de 2022. Na Pantera da Mogiana, o jovem vai utilizar o nome Denílson.

ANÍBAL:

Aníbal é remanescente da geração consagrada de Alan, Patrick de Paula, Gabriel Menino e companhia, e para muitos deveria ter ganhado minutagem na equipe principal. Porém, o destino do jogador será outro. Na temporada 2021, o atacante vai vestir as cores do Vitória. Segundo o apurado pelo Globo Esporte e confirmado pelo Nosso Palestra, o contrato de empréstimo será válido até o final da temporada.

O centroavante tem vinculo com o Palmeiras até março de 2023. Com tudo certo para a contratação, o clube baiano ainda precisa quitar uma dívida para enfim anunciar oficialmente.

Veja também:

Veja os números dos principais nomes do Flamengo na campanha do octa!
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade