1 evento ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Em último jogo do Galo no Morumbi, Pratto decretou a derrota do Tricolor

Em 4 de agosto de 2016, o centroavante argentino fez o gol da virada da equipe mineiro, que acabou vencendo o São Paulo por 2 a 1, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro

18 jun 2017
06h36
  • separator
  • comentários

Lucas Pratto fez gols em todos os três jogos do São Paulo no Morumbi neste Campeonato Brasileiro, dando ainda duas assistências. Neste domingo, contra o Atlético-MG, às 16h, precisa manter a média para compensar a tristeza que causou na torcida tricolor na última visita do time mineiro ao estádio.

Em 4 de agosto de 2016, o argentino definiu a vitória alvinegra por 2 a 1 com um belo gol, no ângulo esquerdo de Denis, aos 19 minutos do primeiro tempo. Foi a definição de uma partida que ele próprio lembra como estranha, já que Chávez, aos dois minutos, abriu o placar com um golaço e Maicosuel, hoje no São Paulo (e desfalque neste domingo por questões físicas), empatou, aos 11.

- Aquele jogo foi meio estranho. O São Paulo começou ganhando muito rápido, viramos no primeiro tempo e, no segundo, foi briga para manter vitória. Mas, hoje, estou do outro lado - lembrou o atacante, que marcou naquele dia o seu primeiro gol no Morumbi.

Caso "compense" e balance as redes nesta tarde, contudo, Pratto já avisou que não vai comemorar o gol. Ele tem muito respeito pelo Atlético-MG por ter sido o clube que o trouxe para o futebol brasileiro e até hoje ressalta que sente identificação com o time mineiro.

Pratto trocou o Galo pelo Tricolor em fevereiro e, atualmente, é o nome mais importante do time de Rogério Ceni, tanto que virou capitão. No Morumbi, é ainda mais fundamental, já que participou de quase todos os gols do clube no estádio no Brasileiro - nas vitórias por 2 a 0 sobre Avaí, Palmeiras e Vitória, além de ter balançado as redes, deu assistências para Luiz Araújo e Thomaz. Só um gol não passou pelos seus pés, o de Luiz Araújo contra o Avaí.

E é assim que o centroavante quer continuar ajudando. Pratto nem se arrisca a ser um espião e dar dicas a Rogério Ceni sobre o Galo, até por não ter visto todos os jogos do Atlético-MG desde sua saída. Prefere confiar plenamente em seu treinador no Morumbi.

- Todos sabem a qualidade do Atlético-MG, não preciso dizer. Tenho assistido a algumas partidas deles, mas não todas. Quem sabe bem como joga o Atlético-MG é o Rogério, ele sabe bem o que precisamos fazer - disse o argentino, fazendo apenas análises gerais sobre o Galo.

- Estamos esperando um Atlético-MG que, psicologicamente, não está como se imaginava. Mas é um time que se recupera a qualquer momento, com qualidade muito boa, um dos melhores do Brasil, sobretudo em número de jogadores e qualidade. Virão para atacar. Precisamos fazer um jogo quase perfeito, como contra o Palmeiras, para ganhar.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade