PUBLICIDADE

Em partida inconstante, Santa Cruz consegue vencer o Vera Cruz pelo Pernambucano

Santinha salta para a vice-liderança provisória enquanto o time de Vitória de Santo Antão é o lanterna até aqui do estadual

7 abr 2021 20h03
| atualizado às 20h03
ver comentários
Publicidade

Novamente o Vera Cruz deu trabalho para um dos clubes grandes no Pernambucano onde, no fim, acabou derrotado. Dessa vez, o time vitorioso foi o Santa Cruz, no Arruda, batendo a equipe de Vitória de Santo Antão por 4 a 1 com dois gols de William Alves e Eduardo. Vitor Leão diminuiu para a equipe interiorana.

Zagueiro marcou seu primeiro gol na temporada 2021 (Rafael Melo/Santa Cruz)
Zagueiro marcou seu primeiro gol na temporada 2021 (Rafael Melo/Santa Cruz)
Foto: Lance!

SE PELO CHÃO ESTAVA DIFÍCIL...

O Santa não conseguia implementar, na base da movimentação ofensiva e troca de passes, estabelecer o domínio que poderia se imaginar dos anfitriões contra o clube do interior do estado. Então, foi na base da bola levantada na área que, logo com 13 minutos, a cobrança de escanteio que foi direto na segunda trave foi testada com firmeza pelo zagueiro William Alves onde o arqueiro Igor Leonardo nada conseguiu fazer para evitar a abertura do placar.

SEM VAR, SEM GOL

A recuperação do Vera Cruz poderia ter vindo apenas três minutos depois em uma batida com muita força e precisão executada por Vitinho de fora da área. O camisa 8 teve espaço e acertou o travessão de Jordan antes de pingar dentro do gol e sair em lance onde a arbitragem não marcou o tento apesar da intensa reclamação dos atletas do time de Vitória de Santo Antão.

Antes do término da primeira etapa, o time visitante conseguiu se manter focada na busca de igualdade onde, assumindo a posse de bola e as ações ofensivas com propriedade, conseguiu efetivamente "acuar" o Santa. Nesse momento, além de outra bola na trave, o sistema ofensivo da equipe de Edson Silva fez o goleiro Jordan trabalhar em pelo menos quatro oportunidades para evitar o tento do Vera.

VOLTOU LIGADO, MAS...

Se na etapa inicial o time Coral não conseguiu ser dominante, o mesmo certamente não pode ser dito dos primeiros minutos no tempo complementar. Mais competente nos lances onde buscou a subida rápida de Madson nas costas da defesa do Vera Cruz, o camisa 11 teve espaço e tempo em três oportunidades diferentes para fazer o segundo do Santinha, mas acabou ou errando a pontaria ou parando em defesas importantes de Igor.

Entretanto, depois dos 20 minutos, a equipe visitante foi capaz de equilibrar o volume de jogo e, curiosamente, usou justamente a arma do Santa Cruz contra o próprio time do Arruda para, finalmente, marcar. Aos 26, o escanteio vindo do lado direito foi alçado de maneira precisa e Vitor Leão, ganhando de todos os marcadores, cabeceou com força e deixou Jordan estático no centro do gol.

FILME REPETIDO

Se contra o Náutico a equipe do Vera Cruz acabou sofrendo os gols decisivos justamente na reta final do compromisso, o mesmo aconteceu diante do Tricolor com William Alves e Eduardo sendo os responsáveis por assegurar a vitória dos donos da casa. Em nova bola pelo alto, o zagueiro do Santa se antecipou a defesa do Vera Cruz e tocou com precisão para superar Igor Leonardo assim como, na jogada de velocidade, Chiquinho botou no capricho, rasteiro, para o lateral-esquerdo fazer o terceiro.

Já nos acréscimos, ainda houve tempo para o assistente da noite com três passes decisivos (Chiquinho) completar o marcador fazendo o tento de encerramento do compromisso, 4 a 1.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

SANTA CRUZ 3 x 1 VERA CRUZ

Local: Estádio do Arruda, em Recife (PE)

Data e hora: 07/04/2021 - 18h (de Brasília)

Árbitro: César Pereira Leite

Assistentes: John Andson Alves Ribeiro e Marcos Felipe Ângelo da Silva

Cartões amarelos: Caetano, Marcel, João Brigatti, Eduardo (SAN) / Vitinho, Vitor Leão, Manteiga (VER)

Cartões vermelhos:

GOLS: William Alves (13'/1°T) (1-0), Vitor Leão (26'/2°T) (1-1), William Alves (38'/2°T) (2-1), Eduardo (41'/2°T) (3-1) e Chiquinho (49'/2°T) (4-1)

SANTA CRUZ (Técnico: João Brigatti)

Jordan; Augusto Potiguar, William Alves, Célio Santos e Alan Cardoso; Caetano, Derley (Péricles, aos 33'/2°T), Karl (Marcel, no intervalo, e Eduardo, aos 21'/2°T) e Chiquinho; Madson e Pipico (Marcos Vinícius, aos 40'/2°T).

VERA CRUZ (Técnico: Edson Silva)

Igor Leonardo; Léo Cotia, Ruan, Matheus Serra e Vitor Leão; Vitinho, Ramires, Danielzinho e Everton Bala; Romarinho e Pedro Maycon (Brendo, aos 28'/2°T).

Lance!
Publicidade
Publicidade