0

Vasco vence o Goiás por 3 a 2, mas é oficialmente rebaixado

Saldo amplamente negativo se confirma, apesar da derrota do Fortaleza para o Fluminense. O resultado rebaixa o Vasco pela 4ª vez

25 fev 2021
23h43
atualizado em 26/2/2021 às 00h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Acabou que foi uma partida movimentada. Com o Vasco praticamente rebaixado e o Goiás matematicamente na Série B, a marcação ficou em segundo plano, o Cruz-Maltino venceu o Goiás por 3 a 2, em São Januário, mas também está na segunda divisão nacional. Contudo, o clube segue no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) tentando a anulação da partida contra o Internacional.

O clima de velório virou um clima de pelada. Com as duas partidas já sem a pressão da competição tão elevada, a partida começou animada. Chances de ambos os lados. logo saíram dois gols. Primeiro, Cano aproveitou rebote de chute de Carlinhos, aos 14 minutos. Aos 25, Fernandão quem se valeu de rebote após a testada de Rafael Moura bater na trave. Placar empatado.
Vasco voltou a fazer gol depois de seis partidas, e venceu após sete (Mauricio Pingo/Photo Premium)
Vasco voltou a fazer gol depois de seis partidas, e venceu após sete (Mauricio Pingo/Photo Premium)
Foto: LANCE!

A partida seguiu animada, com o sentido de marcação praticamente todo esquecido. Cano teve anulado um golaço em que deu um chapéu num adversário. Aos 50, Talles Magno deveria ter dado passe para Ygor Catatau converter. Não o fez e, no minuto seguinte, Fernandão marcou o primeiro gol de falta da carreira. Segundo ele mesmo afirmou, nem treinava. Mas Fernando Miguel não conseguiu evitar. O Cruz-Maltino teve dois lesionados antes do fim da primeira etapa.

O segundo tempo mal começou e Andrey cobrou escanteio, Ricardo Graça subiu sozinho e fez o gol. Isso aos quatro minutos. Pouco depois, Ygor Catatau parou em Tadeu. Em seguida, novas alterações ocorreram e, paralelamente, o nível técnico da partida caiu.

Fernandão chegou a tentar encobrir Fernando Miguel de antes do meio-campo, Tiago Reis precisou ser travado na linha da pequena área. As alterações continuaram a acontecer e o nível técnico do jogo só fez continuar a cair. Mas já nos acréscimos, houve tempo para Carlinhos cobrar falta, Ricardo marcar o segundo dele e virar novamente o placar.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3 X 2 GOIÁS

Estádio: São Januário, em São Paulo (RJ)

Data e hora: 25 de fevereiro de 2021, às 21h30

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)

Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Léo Matos (VAS); Miguel Figueira, Fábio Sanches (GOI)

Cartões vermelhos: Não houve

GOLS: Cano, aos 14'/1ºT (1-0); Fernandão, aos 25'/1ºT (1-1) e aos 51'/1ºT (1-2); Ricardo Graça, aos 4'/2ºT (2-2) e aos 46'/2ºT 3-2)

VASCO: Fernando Miguel; Léo Matos (Juninho, Intervalo), Ricardo Graça, Leandro Castan (Marcelo Alves, 22'/1ºT) e Henrique; Bruno Gomes, Andrey (Tiago Reis, 19'/2ºT) e Carlinhos; Yago Pikachu, Cano (Ygor Catatau, 49'/2ºT) e Talles Magno (Gabriel Pec, Intervalo) - Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOIÁS: Tadeu, Shaylon, David Duarte, Fábio Sanches e Jefferson; Índio (Taylon, 38'/2ºT), Miguel Figueira (Breno, 16'/2ºT) e Henrique Lordelo; Fernandão (Sandrinho, 26'/2ºT), Rafael Moura (Pedro Marinho, 16'/2ºT) e Vinícius Lopes - Técnico: Glauber Ramos.

Veja também:

Relembre campeões e vices fora dos quatro grandes
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade