0

Em baixa, Renato garante permanência no Grêmio e explica o motivo

Mesmo com os resultados abaixo do esperado, o treinador vê solução para recuperar a equipe

18 set 2020
18h28
atualizado às 20h17
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A fase do Grêmio não é das melhores. Se no Brasileirão o time não embalou, na Libertadores o Tricolor viu seus rivais se aproximarem e com isso a torcida aumentou o tom das críticas em cima do elenco e do técnico Renato Portaluppi.

Nesta sexta-feira, o comandante apareceu na sala de imprensa ao lado do presidente Romildo Bolzan e deixou claro que, se enxergar que perdeu a mão no trabalho, vai pedir demissão antes de ser demitido.

- Eu não coloco R$ 1 real de multa e poderia fazê-lo, como muitos treinadores fazem. E ai fíca no dia a dia, discutindo, brigando, querendo bronca para ser mandado embora e ganhar multa. Eu não sou deste tipo. Então, tenho caminho aberto, porta aberta para entrar e para sair, sem problema algum. Não vai ser o Renato, no momento em que sentir que está prejudicando o Grêmio, que vai querer ficar. Podem ficar tranquilos que esta decisão eu vou tomar antes do presidente, com todo o respeito a ele. Vou falar a ele e agradecer. Mas agora o momento é de seguir - disse Renato.

Em meio a maior crise desde a sua volta em 2016, Renato Gaúcho terá mais uma chance para amenizar as cobranças no domingo. O adversário é o Palmeiras, na Arena.

Renato Gaúcho falou do futuro (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Renato Gaúcho falou do futuro (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Foto: Lance!

Veja também:

Veja as principais revelações que saíram do CT do São Paulo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade