0

Dybala marca e Juve vence em retorno de CR7 a Manchester

Joia argentina foi decisiva e marcou o gol da vitória da Velha Senhora no primeiro tempo

23 out 2018
17h57
atualizado às 19h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em mais um retorno de Cristiano Ronaldo à Old Trafford, a Juventus foi mais time e derrotou o Manchester United por 1 a 0, gol de Paulo Dybala. Fora de casa, a Velha Senhora se impôs e não deu chances aos Diabos Vermelhos, que estacionam na segunda posição do Grupo H. Por outro lado, a Juve dispara e lidera a chave com nove pontos ganhos em nove disputados.

JUVE LETAL

Com um início de partida muito equilibrado e disputado no meio de campo, a Juve, melhor tecnicamente, aproveitou sua melhor arma: Cristiano Ronaldo. Em jogada pela ponta-direita, o português partiu em velocidade e cruzou na área, Smalling dividiu com Cuadrado e bola sobrou à feição para Paulo Dybala, que com muita categoria, apenas tirou de De Gea para abrir o placar no Teatro dos Sonhos aos 17 minutos de partida.

Dybala comemora gol importante que deu a vitória para a Juve (Foto: AFP)
Dybala comemora gol importante que deu a vitória para a Juve (Foto: AFP)
Foto: LANCE!

UNITED PERDIDO E APÁTICO

Apesar de estar em desvantagem e teoricamente ter que se impor por jogar em casa e buscar o resultado, o Manchester United não ofereceu perigo ao gol de Szczesny durante os trinta minutos iniciais de partida. Até este momento de jogo, os Diabos Vermelhos tinham estéreis 25% de posse de bola, amplamente dominado pela Juventus em pleno Old Trafford.

SE NÃO FOSSE O DE GEA...

Na primeira oportunidade de Cristiano Ronaldo na partida, em cobrança de falta próxima a grande área, o português soltou uma bomba em direção ao gol e no susto, De Gea fez grande defesa e evitou o segundo da Juve ainda no primeiro tempo. No rebote, Matuidi acertou chute venenoso e o goleiro do United novamente interviu para salvar os Diabos Vermelhos de um prejuízo ainda maior na ida para os vestiários.

SE NÃO FOSSE O DE GEA... (2)

Na volta do intervalo, o United voltou querendo jogo e teve uma mudança leve de postura em relação ao primeiro tempo. Entretanto, o que não mudou foi que De Gea salvou novamente os Diabos Vermelhos. Em chute praticamente perfeito de Cristiano Ronaldo, na marca de 7 minutos, o goleiro espanhol voou bonito e de mão trocada fez linda defesa.

UNITED ACORDA E PRESSIONA

Notariamente cansada, a Juve tirou o pé do acelerador e o United cresceu na partida. Com mais posse de bola no terço final do campo de ataque, os Red Devils encurralaram a Juventus e chegaram muito próximo do gol de empate. Pogba, maestro do meio campo inglês, finalizou com categoria da entrada da área e a bola caprichosamente beijou a trave, resvalou nas costas de Szczesny e não entrou.

JUVE SE FECHA E GARANTE VITÓRIA

Ao perceber o ímpeto do United em busca do empate, o treinador Massimiliano Allegri colocou mais um zagueiro em campo, Andrea Barzagli, ao contrário de José Mourinho, que não mexeu no time durante a partida. Com mais um defensor na linha, a Juve anulou os bons ataques em velocidade dos Diabos Vermelhos e não sofreu mais até o último sopro do árbitro em Old Trafford.

Valencia desperdiça chance de vitória e só empata com o Young Boys

Em outra partida na mesma faixa de horário pela Liga dos Campeões, só que pelo Grupo H, o Valencia não conseguiu vencer o Young Boys, "saco de pancadas" da chave. Jogando na Suíça, o time da casa buscou o empate contra os espanhóis, por 1 a 1, e somou o primeiro ponto na competição.

Apesar de ter começado abrindo o placar com Batshuayi, o Valencia cometeu penalidade máxima no segundo tempo, dando a chance do empate. Na cobrança, Hoarau não desperdiçou e anotou o primeiro tento do Young Boys nesta edição da Champions.

Com o resultado, as duas equipes permanecem sem vitórias pela mais importante competição de clubes na Europa: o Valencia tem campanha de dois empates e uma derrota, enquanto os suíços tem uma igualdade e dois reveses. Com a presença de Manchester United e Juventus no grupo, a classificação de ambos os clubes na disputa ficou ainda mais difícil. Com informações da Gazeta Esportiva.

Veja também:

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade