0

Duplas femininas do Brasil vão à semi em Viena e país garante pódio

Fernanda Berti/Bárbara Seixas e Carol Solberg/Maria Elisa podem se encontrar na decisão

3 ago 2018
16h42
  • separator
  • comentários

O Brasil assegurou nesta sexta-feira pelo menos uma medalha no torneio feminino do Major Series de Viena, na Áustria, etapa cinco estrelas do Circuito Mundial. Fernanda Berti e a aniversariante Bárbara Seixas, que completou 31 anos, e Carol Solberg/Maria Elisa venceram duas rodadas e avançaram às semifinais. Elas se enfrentam em uma eventual disputa de ouro ou bronze, o que garante ao país ao menos um lugar no pódio.

Fernanda e Bárbara em Viena (Foto: Divulgação/FIVB)
Fernanda e Bárbara em Viena (Foto: Divulgação/FIVB)
Foto: Lance!

Neste sábado, Carol e Maria Elisa encaram as tchecas Hermannova e Slukova às 6h30 (de Brasília). Nos dois confrontos anteriores entre os times, duas vitórias das brasileiras. Já Fernanda e Bárbara duelam contra as holandesas Sanne Keizer e Madelein Meppelink às 7h30, em jogo inédito entre as duplas. As disputas de bronze e ouro ocorrem ainda no sábado, a partir das 11h.

Fernanda e Bárbara conseguiram a vaga na semifinal ao superarem duas duplas nesta sexta-feira. No primeiro duelo, venceram as polonesas Kociolek e Kolosinska por 2 sets a 1 (21-15, 16-21 e 15-10). Horas mais tarde, pelas quartas de final, superaram as compatriotas Ágatha/Duda também no tie-break: 15-21, 21-18, 15-11.

- Vencer no aniversário é muito bom, deixa tudo mais gostoso. E é ótimo chegar longe em grandes torneios, especialmente por não termos jogado em Gstaad, ficamos com um gostinho de 'quero mais'. São muito importantes para nós, os melhores times estão aqui e isso ajuda na evolução, crescimento. Melhora nosso potencial e autoestima como time - disse Bárbara, campeã do Major Series de Fort Lauderdale, no começo do ano.

- No primeiro set, estava recebendo mais saques e com um pouco de dificuldade em virar meus ataques. Mas a Fernanda me ajudou muito. Entendemos que teríamos que ter mais calma, melhorar o saque, e no segundo set mudamos um pouco a estratégia, crescemos na partida. Soubemos aproveitar os contra-ataques - completou a jogadora.

Do outro lado da chave, pelas oitavas de final, vitória de Carol e Maria Elisa por 2 sets a 1 (14-21, 21-14 e 15-13) contra as russas Kholomina/Makroguzova. Na rodada seguinte, vitória sobre as norte-americanas Kelley Larsen e Emily Stockman por 2 sets a 0 (21-14 e 21-17), garantindo presença nas semifinais.

- Os times norte-americanos são regulares, pacientes, então temos que ser o dobro, pensar o jogo. Mantivemos a tranquilidade, nosso jogo fluiu. Assistimos ao jogo contra elas em Gstaad, notamos nossos erros e ajudou demais. Estamos com uma estrutura muito boa, um trabalho psicológico, fisioterápico, um treinador incrível, com uma energia maravilhosa. É tudo fruto de um trabalho intenso. Queremos coisas grandes. O torneio não acabou, é ótimo jogar aqui nessa arena, vamos com tudo buscando jogar essa final aqui na Áustria - disse Maria Elisa.

No masculino, as quatros duplas brasileiras que disputam a competição avançaram às oitavas de final nesta sexta-feira. Foram quatro vitórias em cinco partidas. Alison e André Stein passaram invictos. Evandro e Vitor, Pedro Solberg e Bruno Schmidt e Ricardo e Guto se classificaram na repescagem.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade