0

Diniz, sobre vaias: 'Temos que acatar e melhorar, o torcedor quer vitória'

Fluminense ficou no empate em 1 a 1 contra Ceará, nesta segunda-feira, alcançou o quinto jogo seguido sem vencer no Brasileiro e ouviu gritos de 'time sem vergonha' no Maracanã

15 jul 2019
23h27
atualizado às 23h39
  • separator
  • 0
  • comentários

O Fluminense ficou, mais uma vez, refém de um roteiro que vem se repetindo durante a temporada. O Tricolor dominou, criou chances, mas só empatou com o Ceará, em 1 a 1, nesta segunda-feira, pelo Brasileirão. Após a partida, a quinta seguida sem vitória do Flu na competição, houve vaias e gritos de "time sem vergonha" do torcedor presente no Maracanã.

Flu de Diniz criou chances, mas não conseguiu reencontrar o caminho das vitórias (Foto: Lucas Merçom / Fluminense)
Flu de Diniz criou chances, mas não conseguiu reencontrar o caminho das vitórias (Foto: Lucas Merçom / Fluminense)
Foto: Lance!

- A torcida tem o direito de se manifestar. O que posso falar é que demonstraram carinho durante o jogo, e isso é o que vale pra mim. Sobre as vaias, temos que acatar e melhorar, porque o torcedor quer a vitória - analisou Fernando Diniz.

Apesar de um resultado indesejado dentro de casa, uma das boas notícias foi a atuação de Paulo Henrique Ganso, que mostrou intensidade e abasteceu o ataque tricolor com bons passes. Amarelado por reclamação, porém, o camisa 10 não enfrenta o Vasco, na próxima rodada do Brasileirão. Boa hora para a estreia do recém-contratado Nenê?

- Se tiver regularizado, tem chance, mas tem que treinar primeiro. Jogamos bem e jogamos certo. É um jogador muito móvel, que tem muita qualidade, decisivo, pode jogar em mais de uma posição. Vamos esperar pra ver o melhor lugar para encaixá-lo.

VEJA OUTROS TÓPICOS DA COLETIVA DE FERNANDO DINIZ

"Bola precisa entrar"
- A coisa que mais incomoda no nosso time é a gente criar e não concluir em gol. Isso estrá sendo o diferencial para deixarmos pontos pelo caminho. Temos jogadores com qualidades para finalizar, laterais agudos. Demos 23 chutes, produzimos muita coisa. Diogo Silva foi o melhor jogador do Ceará na partida. Esperamos que a bola passe a entrar o quanto antes.

Atuação e cansaço no segundo tempo
- No segundo tempo, jogamos errado. Ficou transição pra cá e pra lá, e esse não é o jogo do Fluminense. Tava todo mundo muito cansado, houve muita correria. Fugimos um pouco das nossas características. No fim do jogo, houve um misto de erros técnicos e táticos, e também o cansaço

Excesso de espaço para o Ceará?
- Acho que a gente jogou errado, não mal, mas errado. Geralmente a gente ataca e sabe se proteger dos contra-ataques. Em muitos lances, ficamos desguarnecidos, ficamos descompactados. Mesmo com o Daniel na função do Yuri, deveríamos ter ficado mais guarnecidos.

"Allandependência?"
- O Allan é um achado. Tem muita qualidade técnica e física, tem empatia com o torcedor. Quando entra outro jogador (Yuri), é difícil fazer um comparativo. Mas não tem uma Allan dependência. Criamos muitas chances, se tivéssemos feito dois gols, não estaríamos falamos dele aqui. Mas é um jogador especial, de alto nível.

João Pedro funciona jogando aberto?
- Acho que o João Pedro fez uma partida muito boa, produziu, taticamente foi bem. Acho que com tempo de treinamento nessa posição, ele vai melhorar ainda mais.

Elogios a Enderson Moreira
- Enderson é um ótimo treinador. Concordo que ele trabalha com as linhas muito compactadas. Comanda times com esse conteúdo tático e coletivo.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade