0

Diniz lamenta desfalques e alerta: 'Desempenho bom, resultado ruim'

Treinador perdeu seis atletas às vésperas da partida e lamentou a falta de 'três ou quatro titulares'. Apesar disso, elogiou o comportamento da equipe e da torcida no Maracanã

19 jan 2019
21h33
atualizado às 23h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Não foi a estreia dos sonhos para Fernando Diniz. O empate contra o Volta Redonda, neste sábado, no Maracanã, teve gosto amargo na estreia pela Taça Guanabara. Entretanto, nem tudo é para ser jogado fora. O treinador citou o desentrosamento e a ausência dos sete atletas - pela não regularização no BID - às vésperas da partida e identificou erros a serem corrigidos nas próximas rodadas.

Fernando Diniz estreou pelo Fluminense (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)
Fernando Diniz estreou pelo Fluminense (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)
Foto: Lance!

- No primeiro tempo, tivemos uma certa lentidão pra jogar, fruto de um certo desentrosamento. Mas eu gostei do volume de jogo. Eles tiveram dois pênaltis, entregamos um contra-ataque fácil de ser evitado. São erros que são fáceis de correção. Tivemos muita finalização, muita posse, e nesse aspecto gostei da equipe. Com sete desfalques, pelo menos três ou quatro seriam titulares. Ainda perdemos Digão no início da partida - declarou.
Apesar disso, Diniz elogiou o desempenho da equipe e o comportamento da torcida que, apesar das vaias no final da partida, apoiou na maior parte do tempo. O treinador citou também a força de Xerém no elenco do Fluminense ao lembrar que 13 jogadores foram formados nas categorias de base do clube - além de João Pedro, que tem apenas 17 anos.

- O volume de jogo foi bom no 2º tempo, tivemos muita posse no ataque, bolas pelo lado. O desempenho foi bom, mas o resultado foi ruim. A torcida aplaudiu mais o time que vaiou. A torcida foi fantástica. Outra situação que me alegra muito é que tínhamos 13 jogadores formados em Xerém. O sub-23 era a maioria do time. Ainda lançamos o João Pedro que debutou com 17 anos. A estreia com saldo positivo, sem contar com o resultado, claro.

Diniz também realizou diversos trocas no meio da partida que confundiram a torcida. Ezequiel de volante, Calazans de meia, Luciano mais recuado. O treinador comentou sobre as trocas e elogiou - principalmente - o centroavante da equipe, que mostrou bom rendimento em outras funções.

- Pelas dificuldades que tivemos da estreia, foi um time que praticamente que não treinou junto. O Volta Redonda foi um time bem armado, que está treinando desde novembro. Tem um adversário do outro lado. Luciano treinou mais nessa função que jogou no 2º tempo. Ele é muito talentoso, criativo, sabe finalizar, jogar em dois toques, chuta bem de fora da área. Quando ele joga entrelinhas, rende mais - declarou.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade