0

Diniz exalta River, mas diz que São Paulo teve mais chances

Técnico do São Paulo valoriza longo trabalho de Marcelo Gallardo no clube argentino, que superou inatividade de 190 dias para pontuar pela primeira vez no Morumbi em Libertadores

18 set 2020
00h14
atualizado às 07h53
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Fernando Diniz exaltou o longo trabalho de Marcelo Gallardo no River Plate após o empate por 2 a 2 do São Paulo com o clube argentino, no Morumbi, na noite desta quinta-feira, pela Libertadores. Segundo o técnico brasileiro, o lastro do adversário não pode ser desconsiderado, mas o Tricolor esteve mais perto de vencer.

Jogadores do São Paulo comemoram gol durante empate com o River Plate (Foto: AFP)
Jogadores do São Paulo comemoram gol durante empate com o River Plate (Foto: AFP)
Foto: LANCE!

 "Achei que o time correu, se entregou. Devia ter jogado melhor e vencido o jogo, mas não faltou espírito de luta. Faltou calma nas chances que tivemos na frente, e não vacilar como vacilamos nos gols do River. É um time que em 2017 foi semifinalista, 2018 foi campeão, 2019 foi vice-campeão jogando melhor que o Flamengo, mesmo treinador há seis anos, mesma base enriquecendo o elenco, então não é algo para desconsiderar. Tínhamos que vencer, e jogamos para vencer. Não jogamos contra qualquer time, mas tivemos mais chances de vencer o jogo que o River".

"É um time que não joga há seis meses, mas tem entrosamento. É ponderar, imaginar se você prefere ficar seis meses sem jogar do que ter um time que joga junto há três anos. Qual o efeito que a falta de ritmo tem? E o entrosamento? Não podemos desmerecer o empate. Não podemos ficar contentes, mas não podemos achar que o empate é ruim porque o River está há seis meses sem jogar. Precisamos ir a Quito fazer uma grande partida para conseguirmos avançar para a segunda fase da Libertadores", emendou Diniz, já pensando na partida contra a LDU, em Quito, na terça-feira.

A LDU lidera o Grupo D com seis pontos, enquanto São Paulo e River dividem a segunda colocação com quatro pontos (vantagem do River no saldo) e o Binacional segura a lanterna com três.

Veja mais respostas de Diniz:

Demorou para mexer?

Demorei porque achei que o time estava bem, estava mais perto de ganhar do que o River. A gente não faz substituição só por fazer. Tive um pouco mais de paciência, em um momento que achei mais adequado.

Faltou concentração?

Não sei se as perguntas que estão sendo feitas assim são por conta do empate. Se tivéssemos feito o gol com a chance clara do Boia, as perguntas seriam diferentes. O River é um time cascudo de Libertadores, mas achei que tivemos mais interesse em ganhar do que o River. É um time que tentou a todo o momento retardar o jogo, nós tivemos interesse desde o começo em ganhar. O River sabe jogar a competição. A gente precisa melhorar, acreditar mais no nosso potencial para vencer os jogos e conseguir a classificação.

Faltou velocidade?

Não acho que o maior problema do time seja falta de velocidade. Acho que temos que acreditar mais no nosso potencial. A gente praticamente remontou o time depois da pandemia, isso pesa. O River fez uma pressão alta na gente, conseguimos sair no primeiro tempo, no segundo tivemos mais dificuldades. Nós também pressionamos, eles não saíram com a bola por baixo em nenhum momento da partida, coisa que tentamos e conseguimos no primeiro tempo . Como eu disse, foi um jogo difícil, que teve um certo equilíbrio, mas vi o São Paulo com mais chances de vencer.

Falta de concentração

Não dá para reduzir um jogo de futebol a esse tipo de questionamento. O gol de empate do River saiu de um lateral do Reinaldo, onde tínhamos mais chances de um ataque do que tomar gol. Não dá para chamar isso de falta de concentração. O River fez os dois gols, teve uma jogada de bola parada do Pinola, e foi isso. Nós tivemos o lance do Boia, um chute perigoso do Igor Gomes, um do Hernanes no começo do jogo, chegamos com mais tranquilidade pelos lados, então repito. Não temos que esmorecer, temos que melhorar o que fizemos hoje para aumentar as chances de vitória em Quito.

Veja também:

A novela continua! Após desistir de espanhol, Palmeiras segue em busca de novo técnico
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade