0

Desprezada em 2018, Sul-Americana é a chance de título internacional

Porém, o Galo precisa ainda garantir o terceiro lugar em sua chave, tendo de vencer o Zamora, na próxima semana, e "secar" o rival diante do Cerro, nesta quarta-feira

24 abr 2019
00h11
atualizado às 00h14
  • separator
  • comentários

O Atlético-MG tem apenas uma opção de se manter ativo no cenário internacional. É ficar em terceiro lugar no seu grupo e ir direto para a fase oitavas de final da Copa Sul-Americana, que recebe os terceiros colocados da Libertadores, eliminados da principal competição do continente. A ida às oitavas da Sul-Americana é prêmio de consolação amargo para os que caem na Liberta.

Porém, o Galo terá de superar duas coisas: primeiro, o Zamora, que ainda tem chances de ser o terceiro colocado no grupo e ficar com a vaga na Sula. A equipe mineira precisará torcer por uma derrota do Zamora-VEN, que joga contra o líder da chave, Cerro Porteño, nesta quarta-feira, na Venezuela. Uma vitória ou empate dos venezuelanos faz do jogo da próxima semana uma decisão extra para o clube, já que com apenas três pontos, o Zamora pode superar o Galo na pontuação e ser o representante do Grupo E na Sul-Americana.

A segunda barreira que o Atlético-MG terá de superar é o seu próprio orgulho, pois em 2018, o presidente do clube, Sérgio Sette Câmara, desprezou a Sul-Americana, chegando a chamá-la de "segunda divisão da América do Sul". Por coincidência, poucos dias depois, os mineiros foram eliminados pelo San Lorenzo-ARG, que garantiu sua passagem de fase em cima do Galo, em BH, que colocou uma equipe toda reserva, demonstrando total falta de interesse pela competição que, dá ao vencedor uma vaga na Libertadores do próximo ano.

Rodrigo Santana deve conduzir a equipe na primeira partida do Brasileiro, contra o Avaí, no próximo sábado, 27 de abril, no Independência- DOUGLAS MAGNO / AFP
Rodrigo Santana deve conduzir a equipe na primeira partida do Brasileiro, contra o Avaí, no próximo sábado, 27 de abril, no Independência- DOUGLAS MAGNO / AFP
Foto: Lance!

O Athletico-PR está na Libertadores 2019 porque ganhou a Sula de 2018, com grande performance na final diante do Junior Barranquilla, conquistando o seu primeiro troféu internacional.

Interino deve ficar até sábado

Rodrigo Santana, que comandou a equipe alvinegra até a eliminação desta noite, no Mineirão, para o Nacional-URU, deve ficar pelo menos até o jogo contra o Avaí, no próximo sábado, 27 de abril, na estreia do Brasileiro.

Rodrigo comentou que é hora de unir o grupo para iniciar a caminhada no Brasileiro.

-Todos têm consciência, família e sabe que dói uma eliminação como esta. Mas, vamos recuperar o emocional do grupo, pois já temos um novo desafio no sábado, contra o Avaí-disse Rodrigo.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade