8 eventos ao vivo

Deiveson dá show e Jennifer Maia é derrotada

Deiveson Figueiredo finaliza americano no primeiro round e mantém cinturão peso-mosca no UFC 255; Jennifer tem boa atuação, mas é derrotada

22 nov 2020
03h42
atualizado às 09h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em um evento onde quatro brasileiros estiveram em ação no UFC 255, realizado neste sábado (21), em Las Vegas (EUA), coube a Deiveson Figueiredo "salvar" o que vinha se desenhando para ser uma noite trágica. Fazendo a luta principal da edição, o paraense não deu chances a Alex Perez, finalizou o americano no primeiro round e manteve o título peso-mosca no Brasil. No co-main event, a curitibana Jennifer Maia teve bom desempenho, principalmente nos dois primeiros rounds, mas viu a campeã Valentina Shevchenko ditar o ritmo do embate a partir do terceiro assalto, vencer por decisão unânime e seguir como detentora do cinturão dos moscas entre as mulheres.

Deiveson Figueiredo manteve o cinturão peso-mosca com bela vitória sobre Perez (Foto: Reprodução/Combate)
Deiveson Figueiredo manteve o cinturão peso-mosca com bela vitória sobre Perez (Foto: Reprodução/Combate)
Foto: Lance!

Outros dois brasileiros estiveram em ação no UFC 255. No card principal, em revanche diante de Paul Craig, Mauricio Shogun foi nocauteado pelo escocês no segundo round, enquanto no card preliminar, Ariane Lipski teve pela frente Antonina Shevchenko, irmã de Valentina, e acabou superada pela atleta do Quirguistão por nocaute técnico no segundo assalto.

Deiveson tem atuação de gala e segue como campeão peso-mosca

Deiveson Figueiredo e Alex Perez partiram para a trocaçao franca desde os primeiros segundos de luta e, sabendo da superioridade do campeão na luta em pé, o americano buscou a queda, mas o brasileiro mostrou técnica e agilidade, grudou na perna do desafiante no momento em que foi derrubado e, com muita precisão, conseguiu uma bela transição para encaixar a guilhotina, que obrigou Perez a dar os três tapinhas ainda no primeiro round. O paraense defendeu seu título pela primeira vez com sucesso e manteve o cinturão peso-mosca no Brasil.

Shevchenko supera Jennifer e mantém cinturão

Depois de um breve início na trocação, Valentina Shevchenko mostrou controle das ações e aplicou boa queda sobre Jennifer Maia em pouco mais de um minuto. Mesmo sem ser muito efetiva, muito por conta da boa defesa da brasileira por baixo, Valentina aplicou alguns socos e cotoveladas no ground and pound, levando vantagem no primeiro round. No segundo assalto, Jennifer se levantou logo depois de uma queda aplicada por Shevchenko e levou a atleta do Quirguistão contra a grade, conectando boas joelhadas. "Bullet" foi para a queda de sacrifício e caiu por baixo, fazendo Maia aumentar a pressão por cima, com alguns bons golpes em sequência, fazendo com que a brasileira igualasse as ações na luta.

No terceiro assalto, as duas lutadoras travaram um duelo equilibrado na trocação, e Jennifer abriu leve vantagem ao, mais uma vez, pressionar Valentina contra a grade. A atleta radicada no Peru acertou um bom golpe de esquerda e, na sequência, conseguiu derrubar a curitibana. Na reta final da parcial, Maia conseguiu colocar o embate em pé novamente, mas nos últimos segundos, sofreu nova queda. No quarto round, a campeã foi levando vantagem na trocação com seus golpes na média distância, conseguindo, logo em seguida, derrubar de novo a desafiante. Segura por cima, "Bullet" acertou golpes precisos no ground and pound e aumentou sua vantagem no confronto.

No quinto e último assalto, Jennifer Maia tentou partir para o "tudo ou nada", mas Valentina, ciente da vantagem adquirida, soube ditar bem o ritmo da luta e conectou golpes precisos para manter a brasileira em desvantagem. Com isso, Shevchenko saiu com o triunfo na decisão unânime e manteve o cinturão peso-mosca em sua posse, agora com seis vitórias em sequência no UFC.

Craig leva a melhor em revanche contra Shogun

Mesmo com menor envergadura, Mauricio Shogun começou o duelo tomando a iniciativa contra Paul Craig na trocação, tendo um bom início no combate. No entanto, o escocês agiu rápido e derrubou o brasileiro, que chegou a levantar rapidamente, mas deixou seu pescoço exposto e voltou para o solo. Em uma das tentativas de finalizar Shogun, Craig acabou caindo por baixo, mas terminou o primeiro round em vantagem.

No segundo assalto, o curitibano iniciou mais uma vez melhor na luta em pé e, com isso, Paul novamente se viu obrigado a derrubar Shogun, que logo se levantou. Craig insistiu novamente na queda e na segunda tentativa, ficou em uma posição de maior domínio, por cima, enquanto Mauricio, de costas, oferecia pouca resistência. Diante disso, Paul Craig aumentou o ritmo dos seus golpes no ground and pound e conseguiu o nocaute técnico, vencendo a revanche contra o brasileiro e conquistando o segundo triunfo seguido no Ultimate.

Ariane Lipski é nocauteada por Antonina

Após começar mais ativa na trocação, Ariane Lipski viu Antonina Shevchenko partir para o clinch na grade, com o duelo ficando truncado por um bom tempo. No decorrer do primeiro round, Antonina aplicou uma boa queda e, ao ficar por cima, conseguiu conectar alguns golpes importantes no ground and pound.

No segundo assalto, a brasileira, assim como na parcial anterior, iniciou melhor na luta em pé, mas viu Shevchenko mais uma vez derrubá-la. Por cima, a lutadora do Quirguistão foi ganhando espaço, conseguiu a montada e, após uma sequência precisa de socos no ground and pound, conseguiu a vitória por nocaute técnico, recuperando-se da derrota sofrida para Katlyn Chookagian. Já Ariane, que vinha de duas vitórias, volta a ser derrotada na organização.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 255

UFC Apex, em Las Vegas (EUA)

Sábado, 21 de novembro de 2020

Card principal

Deiveson Figueiredo finalizou Alex Perez com uma guilhotina no 1R

Valentina Shevchenko derrotou Jennifer Maia por decisão unânime dos jurados

Tim Means derrotou Mike Perry por decisão unânime dos jurados

Katlyn Chookagian derrotou Cynthia Calvillo por decisão unânime dos jurados

Paul Craig derrotou Mauricio Shogun por nocaute técnico no 2R

Card preliminar

Brandon Moreno derrotou Brandon Royval por nocaute técnico no 1R

Antonina Shevchenko derrotou Ariane Lipski por nocaute técnico no 2R

Alan Jouban derrotou Jared Gooden por decisão unânime dos jurados

Kyle Daukaus derrotou Dustin Stoltzfus por decisão unânime dos jurados

Nicolas Dalby derrotou Daniel Rodriguez por decisão unânime dos jurados

Joaquin Buckley derrotou Jordan Wright por nocaute no 2R

Sasha Palatnikov derrotou Louis Cosce por nocaute técnico no 3R

Veja também:

Você sabe o que aconteceu com os ganhadores do Prêmio Puskás?
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade