0

De olho nos rivais dos três brasileiros na Libertadores

Tucumán e Boca chegam embalados ao mata-mata. Colo-Colo não joga desde o dia 2

17 set 2018
08h33
atualizado às 08h33
  • separator
  • comentários

A Libertadores da América verá, nesta semana, a abertura das quartas de final, com Cruzeiro, Grêmio e Palmeiras em campo. Hora então de ficar de olho nos rivais do trio brasileiro.

Carlitos Tévez em campo pelo Boca (Divulgação Boca Juniors)
Carlitos Tévez em campo pelo Boca (Divulgação Boca Juniors)
Foto: Lance!

O Boca Juniors e o Atletico Tucumán, adversários de Cruzeiro e Grêmio, respectivamente, venceram seus jogos neste final de semana e fazem boa campanha no Campeonato Argentino.

O Atlético Tucumán, que recebe o Grêmio, terça-feira, às 21h45, no Estádio Monumental José Ferro, pelo jogo de ida, goleou o Tigre por 3 a 0, em casa - com três gols do atacante Luis Miguel Rodriguez, o Pulga -, e chegou a dormir de sábado para domingo na liderança do Campeonato Argentino, com 11 pontos. Mas, o Racing derrotou o Lanús, por 1 a 0, neste domingo, e lidera com 13 pontos, deixando o Atletico Tucumán em segundo.

Esse é o melhor momento da história do clube. Além da boa campanha no Argentino - invicto nas cinco rodadas do campeonato nacional, com três vitórias e dois empates - o Atletico Tucumán nunca havia chegado a uma fase mata-mata da Libertadores e sonha com a façanha de eliminar o atual campeão da competição. O jogo de volta será dia 2 de outubro, às 21h45, na Arena do Grêmio.

O Boca Juniors, que receberá o Cruzeiro, quarta-feira, às 21h45, em La Bombonera, pela partida de ida das quartas de final da Libertadores, derrotou o Argentino Juniors por 1 a 0, em La Paternal, pela quinta rodada da Superliga, e encerrou um jejum de 7 meses sem vencer uma partida como visitante. Carlos Izquierdoz marcou o gol da vitória aos 24 minutos do primeiro tempo. Com o resultado, o time do técnico Guillermo Barros Schelotto - que não poupou titulares, apesar de ter pela frente um jogo decisivo na semana - chegou aos 10 pontos e ocupa a terceira posição na tabela. Pela Copa Argentina, o Boca eliminou o Atletico Tucumán e enfrenta o Gimnasia, dia 27, por vaga nas quartas de final.

Por meio das suas redes sociais, o Boca Juniors informou que já se esgotaram os cerca de 49 mil ingressos colocados à venda para o confronto de quarta-feira. A torcida do Cruzeiro tem direito a 3.900 bilhetes ao preço de aproximadamente R$ 200. O jogo de volta será dia 4 de outubro, às 21h45, no Mineirão. Quem avançar enfrentará, nas semifinais, o vencedor do confronto entre Palmeiras e Colo Colo, do Chile.

Já o Colo Colo, sexto colocado no Campeonato Chileno, adversário do Palmeiras no mata-mata das quartas de final, não atua desde o dia 2 de setembro, quando foi derrotado pelo Everton, por 4 a 2. A ANFP (Associação Nacional de Futebol Profissional) parou o calendário da competição chilena durante a data Fifa, irritando o meia Valdívia, que acredita que a falta de ritmo de jogos pode afetar o desempenho da equipe contra o Palmeiras, quinta-feira, no Monumental de Santiago, às 21h45 (de Brasília).

- Não gostei da parada. Não sei porque paramos. Não sei quantos países que jogam no Chile defendem a Seleção Chilena a ponto de termos de parar. Isso tem de ser repensado. Outros países não pausaram seus campeonatos. Argentina e Brasil não pararam - desabafou o ex-jogador do Palmeiras.

- Esse é o jogo mais importante do Colo Colo dos últimos 21 anos - completou o jogador em entrevista coletiva na sede do clube, referindo-se ao fato de o time não chegar a uma semifinal de Libertadores desde 1997, quando foi eliminado pelo Cruzeiro, campeão daquela edição da competição.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade