1 evento ao vivo

Cuca mostra insatisfação com a arbitragem, mas não atribui derrota do Santos ao apito: 'Não é choro'

Técnico do Peixe reclama de um pênalti não dado em lance de gol anulado

13 ago 2020
23h16
atualizado às 23h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O técnico Cuca se mostrou bastante insatisfeito com a atuação da arbitragem do carioca Marcelo de Lima Henrique na derrota do Santos por 2 a 0 contra o Internacional, nesta quinta-feira (13), no Beira Rio, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Cuca chegou ao segundo jogo da sua terceira passagem pelo Peixe (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Cuca chegou ao segundo jogo da sua terceira passagem pelo Peixe (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Foto: Lance!

Aos 33 minutos do segundo tempo, quando o Peixe ainda perdia por 1 a 0, o atacante Kaio Jorge teve um gol anulado, após uma dividida com o goleiro colorado Marcelo Lomba, e a bola bater no braço do atleta santista antes de entrar. O treinador do Alvinegro admitiu o toque, mas reclama de um pênalti na disputa de bola.

- A gente tem que saber interpretar essa lance, um gol anulado do Kaio Jorge, e ao meu modo de ver um erro absurdo, porque a bola bate na mão do Kaio Jorge antes de entrar, isso é nítido. Mas por que ela bate na mão dele? Porque ele se jogou? Porque ele foi derrubado - disse Cuca em entrevista coletiva virtual, após o jogo.

- O Lomba bate nele, na atura da cintura, ou derruba. Porque se você ver em parte, a bola bateu na mão? Bateu, mas o VAR tem que chamar o árbitro porque é um lance interpretativo. Antes da bola bater na mão dele, ele foi derrubado. Então, se ele foi derrubado você não tem que dar mão, você tem que dar a falta que ocorreu antes, que é o pênalti, que é muito claro o pênalti, não é pouco claro o pênalti - acrescentou.

O comandante do Santos salientou que a equipe já havia sido prejudicada na estreia do Brasileirão, quando em uma falha de comunicação entre ele e o árbitro Ricardo Marques Ribeiro, uma substituição não foi autorizada nos minutos finais, quando o Peixe vencia por 1 a 0, e os santistas que deixariam o gramado, e não foram impedidos, estavam fora de posição no momento em que o Red Bull Bragantino marcou o gol do empate em 1 a 1, na Vila Belmiro.

Embora a reclamação, técnico santista não quis colocar a responsabilidade das ausências de vitória na conta da arbitragem.

- É o segundo jogo, não é choro, mas é o segundo jogo e o segundo erro gravíssimo que a gente sofre. Não vou atribuir a isso a nossa derrota aqui, porque depois o Internacional até fez o segundo gol, mas é a consequência de você se jogar ao ataque e acabar tomando o gol - afirmou o técnico.

Com a derrota para o Inter, o Peixe chegou a sexta partida sem vitórias. O último triunfo santista aconteceu no dia 10 de março, quando o Alvinegro Praiano bateu o Delfin (EQU) por 1 a 0, pela segunda rodada do grupo G da Copa Libertadores,na Vila Belmiro. Desde então, foram quatro derrotas e dois empates. Dessas partidas duas (um empate e uma derrota, ambas pelo Brasileirão), foi sob o comando de Cuca.

Veja também:

As campanhas mais polêmicas do futebol brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade