0

Críticas, Beira-Rio, pichação... Abel vê pressão reacender no Flamengo

Treinador voltou a ter seu trabalho contestado após a derrota para o Atlético-MG. Atitudes extracampo, como novos elogios ao Beira Rio, também voltaram a incomodar

21 mai 2019
06h01
atualizado às 08h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A tempestade passou, a calmaria veio, mas não demorou para o céu fechar novamente sob a cabeça de Abel Braga. Classificado na Copa Libertadores e bem encaminhado na Copa do Brasil, tudo parecia ir bem até a pausa para a Copa América. Parecia... Após a derrota para o Atlético-MG, no último sábado, o treinador revê a chuva de críticas e a frigideira no cargo esquentarem novamente.

Não foi apenas a derrota que fez o ambiente ficar pesado, mas sim a forma como foi a partida. Elias, volante da equipe mineira, foi expulso no final do primeiro tempo e deixou o Flamengo com um a mais durante mais de 45 minutos. Nem isso fez o Rubro-Negro sair do Independência com a vitória. Além do desempenho ruim, a entrevista coletiva de Abel também pesou.

Abel Braga vê a pressão retornar no Flamengo (Foto: Felipe Correia PHOTO PREMIUM)
Abel Braga vê a pressão retornar no Flamengo (Foto: Felipe Correia PHOTO PREMIUM)
Foto: Lance!

Na ocasião, Abel citou os títulos da Flórida Cup e do Campeonato Carioca como argumento para defender o seu trabalho na temporada. Além disso, a parte que mais irritou os torcedores foi considerar a derrota para o Atlético-MG "com normalidade". Isso fez a torcida lembrar de outro revés, contra o Internacional,. no Beira Rio, onde o treinador concedeu declaração parecida.

- Jogou uma Florida Cup e ganhou, Taça Rio e ganhou, Carioca ganhou, só não ganhamos Taça Guanabara. Voce perder para o Atlético aqui, como perdemos para o Inter lá, são resultados normais - declarou Abel, após a derrota para o Atlético-MG.

- É maratona, segunda rodada. Chegar aqui e perder para o Inter não é o que nós queríamos, se não dá para ganhar, é tentar não perder. Mas é um resultado normal, assim como seria se tivéssemos vencido - disse Abel, após a derrota para o Internacional.

Falando em Beira Rio, o técnico também não teve medo de repetir uma declaração que mexeu negativamente com a torcida do Flamengo. Pouco mais de duas semanas após dizer que o estádio do Internacional é mais bonito que o Maracanã, o comandante voltou a repetir a frase durante entrevista na Rádio Gaúcha, na sexta-feira.

- Pra mim é absolutamente tudo muito normal. Eu acho o Beira-Rio lindo, eu participei da reinauguração, é o mais bonito, eu não sei se ele é mais bonito de dia ou noite, quando acendem as luzes, isso ninguém vai mudar na minha cabeça. Podem ficar p***, podem ficar chateados, podem falar, podem espernear, podem ter ciúmes, é o que eu acho e ninguém vai me fazer mudar de opinião. O que eu falo, eu assumo. Eu não faço média com ninguém.

Por fim, as pichações ditaram o fim da paciência. Os muros da Gávea e do Ninho do Urubu apareceram com protestos contra Abel Braga e Luiz Eduardo Baptista, principalmente. As frases "Fora Abel" e "Fora BAP" estiveram presentes e o comandante foi criticado pelas suas análises pós-derrotas e a mensagem de "perder não é normal".

Veja também:

Editor do L! analisa vitória do Fla sobre o Flu no primeiro duelo da decisão carioca
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade