1 evento ao vivo

CR7 nega acusação de estupro: 'Nada me pesa na consciência'

O português foi acusado de estuprar a americana Kathryn Mayorga, em um hotel em Las Vegas, no ano de 2009. CR7 teria pagado cerca de R$ 1,5 milhão pelo silêncio de Kathryn

3 out 2018
11h42
atualizado às 11h51
  • separator
  • 0
  • comentários

Cristiano Ronaldo foi acusado de estupro pela americana Kathryn Mayorga. O ocorrido teria sido em 2009, em um hotel em Las Vegas e o português teria oferecido 375 mil dólares (R$ 1,5 milhão) pelo silêncio da americana. O jogador se manifestou oficialmente sobre o assunto, nesta quarta-feira e negou as acusações.

- Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero estupro um crime abjecto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo midiático montado por quem se quer promover à minha custa. Aguardarei com tranquilidade o resultado de quaisquer investigações e processos, pois nada me pesa na consciência - escreveu CR7

CR7 disse que não vai "alimentar espetáculo midiático" de quem quer se promover às suas custas (Foto: Reprodução)
CR7 disse que não vai "alimentar espetáculo midiático" de quem quer se promover às suas custas (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

Entenda o caso
A revista alemã 'Der Spiegel' noticiou o caso em 2017 e, no último sábado, publicou uma entrevista com Kathryn. A americana detalhou o ocorrido, alegando que Cristiano Ronaldo teria tentado fazer sexo sem o seu consentimento, após a americana recusar fazer sexo oral no português.

O português teria atacado Kathryn, enquanto a americana trocava de roupa para conhecer a jacuzzi da cobertura do hotel, local em que CR7 estava hospedado. A defesa alega que o português se aproveitou da fragilidade emocional da americana para que Kahtryn asinasse o acordo que comprava o seu silêncio.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade