PUBLICIDADE

Copa América no Brasil: Flamengo vai à CBF pedir a paralisação do Campeonato Brasileiro

Após Brasil ter sido anunciado como sede da competição, o Rubro-Negro, com oito desfalques na próxima Data Fifa, tentará que a CBF paralise o Brasileirão durante junho

31 mai 2021 12h52
| atualizado às 12h58
ver comentários
Publicidade

O Flamengo se movimenta nos bastidores a fim de reivindicar a paralisação do Campeonato Brasileiro durante a realização da Copa América, oficializada com sede no Brasil na manhã desta segunda-feira, após reunião na Conmebol. Os dirigentes do Flamengo estão a caminho da sede da entidade brasileira, conforme informou inicialmente o jornalista Mauro Cezar Pereira.

Presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, em premiação recente na sede da CBF (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, em premiação recente na sede da CBF (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Foto: Lance!

Na iniciativa, o Flamengo alegará isonomia para tentar a paralisação do Brasileiro. O clube tem três convocados (Rodrigo Caio, Everton Ribeiro e Gabigol) para a Seleção Brasileira principal, que disputará dois jogos pelas Eliminatórias - contra Equador e Paraguai, dias 4 e 8 de junho, respectivamente - antes da disputa pela Copa da América, cuja final será no Maracanã e terá início, a princípio, no dia 13 de junho.

Cabe destacar que o Flamengo ainda tem dois jogadores a serviço da Seleção Brasileira olímpica (Gerson e Pedro), que disputará os Jogos de Tóquio em julho-agosto, mas terá partidas preparatórias em Belgrado, na Sérvia, no início de junho. Além disso, quanto às seleções principais para as Eliminatórias e Copa América, viu Isla (Chile), Piris da Motta (Paraguai) e Arrascaeta (Uruguai) serem convocados, totalizando oito desfalques na iminente Data Fifa.

O Fla tentará que a CBF flexibilize o calendário e estenda o Brasileirão até o início de 2022, em situação similar ao ocorrido neste ano, quando a competição nacional da temporada passada se encerrou em fevereiro de 2021, justamente por conta das paralisações decorrentes da pandemia da Covid-19.

Lance!
Publicidade
Publicidade