3 eventos ao vivo
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Consolação? Sub-23 de Jardine pode abrigar esquecidos por Tite

Nomes como Vinícius Júnior e Renan Lodi, cotados para a equipe principal, podem aparecer na Seleção olímpica, que será dirigida por André Jardine em Tóquio-2020

16 ago 2019
07h02
  • separator
  • 0
  • comentários

O dia será movimentado na sede da CBF, na zona leste do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira. Além da convocação de Tite para a equipe principal, marcada para às 10h, André Jardine anunciará a lista de convocados para a Seleção Olímpica, visando os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, às 11h30.

Conforme divulgou o 'Globoesporte', e confirmou o LANCE!, o treinador ex-São Paulo será oficializado como comandante da equipe que disputará o Pré-Olímpico na Colômbia, entre janeiro e fevereiro de 2020, e possivelmente, no mesmo ano, as Olimpíadas da capital japonesa.

André Jardine é o técnico do sub-20 do Brasil desde abril de 2019, e comandou a equipe sub-22 no Torneio de Toulon, conquistado pelo Brasil em junho deste ano. O time campeão na França, inclusive, deve formar a base dos convocados para os dois próximos amistosos da Seleção olímpica - contra Chile e Colômbia, nos dias 5 e 9 de setembro, respectivamente, no Pacaembu (SP).

André Jardine será oficializado pela CBF, nesta sexta-feira, como treinador da Seleção olímpica (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
André Jardine será oficializado pela CBF, nesta sexta-feira, como treinador da Seleção olímpica (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Foto: Lance!

PRÊMIO DE CONSOLAÇÃO?

A sub-23 pode acabar abrigando jogadores que eventualmente fiquem fora da lista de Tite. Vinícius Júnior, cotado para estar entre os convocados para Seleção principal, pode pintar na lista dos amistosos. Vale lembrar que o atacante já havia sido convocado por Tite para dois amistosos, mas foi cortado após sofrer uma ruptura de ligamento no tornozelo direito, em março deste ano.

Pedro, cria da base do Fluminense, é um caso semelhante ao de Vinícius Júnior. O atacante foi convocado por Tite no ano passado, mas em setembro, uma semana antes da apresentação, precisou ser cortado por uma lesão de estiramento do ligamento no joelho direito. O camisa 9 se afastou da seleção principal após o período afastado, mas pode aproveitar o time olímpico para voltar a galgar uma vagar no ataque canarinho.

Rodrygo foi o camisa 10 do Brasil no Sul-Americano sub-20 (Foto: AFP)

Rodrygo é outro nome forte no radar do comandante da Seleção. O jovem atacante, recém-chegado ao Real Madrid, foi citado diretamente por Tite, em agosto do ano passado. O treinador disse que o jogador, na época aos 17 anos, "joga um futebol de 28". O ex-atleta do Santos não participou do Torneio de Toulon após o clube paulista não liberar o jogador.

Renan Lodi é bastante contado para aparecer na lista de Tite, mas também pode ter a sub-23 como destino secundário. Após duas grandes temporadas pelo Athletico-PR, o lateral-esquerdo de 21 anos foi contratado recentemente pelo Atlético de Madrid para substituir Filipe Luís, atualmente no Flamengo, e deve figurar no time que irá a Tóquio.

DESFALQUES PARA JARDINE

Assim como a equipe principal não deverá contar com jogadores de Grêmio, Internacional, Athletico-PR e Cruzeiro, envolvidos nos jogos de volta das semifinais da Copa do Brasil, no dia 4 de setembro, o time comandado por André Jardine deve seguir a mesma recomendação. Assim, o treinador perde, por exemplo, o gremista Matheus Henrique, titular da equipe campeã em Toulon, além de outros 'convocáveis' do Tricolor gaúcho, como Jean Pyerre (21 anos), e Pepê (22).

O meio-campista Bruno Guimarães (21 anos), do Athletico-PR, aclamado para a Seleção principal - e outro que ter a Olímpica como 'consolação' - também vai precisar esperar para vestir a amarelinha. Do Internacional, Nonato, também de 21 anos, é mais um entre os semifinalistas da Copa BR, com potencial para estar em Tóquio-2020, que não estará disponível. O cruzeirense Weverton (20), que ganhou notoriedade ao aplicar uma caneta em Neymar em período de treinamentos com a seleção principal, em maio, segue o mesmo exemplo.

Os campeões do último Torneio de Toulon (Foto: Divulgação/CBF)

Equipe base que venceu o Torneio de Toulon: Ivan (Ponte Preta), Emerson (Bétis-ESP), Lyanco (Torino-ITA), Murilo (Lokomotiv Moscou) e Iago (Augsburg-ALE); Douglas Luiz (Aston Villa-ING), Matheus Henrique (Grêmio) e Pedrinho (Corinthians); Antony (São Paulo), Paulinho (Bayern Leverkusen-ALE) e Matheus Cunha (RB Leipzig-ALE)

Reservas: Lucas Perri (São Paulo), Lucão (Vasco da Gama), Adryelson (Sport), Bruno Fuchs (Internacional), Guga (Atlético-MG), Rogerinho (Sassuolo-ITA), Wendel (Sporting-POR), Lucas Fernandes (São Paulo), Mateus Vital (Corinthians), Tabata (Portimonense-POR) e Pedro (Fluminense)

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade