1 evento ao vivo

Confiança e nada mais: Palmeiras evita se empolgar após golear Santos

Verdão venceu com sobras o segundo confronto direto consecutivo pela liderança do Campeonato Brasileiro e aplicou 4 a 0 sobre uma das equipes mais elogiadas do país

19 mai 2019
10h01
  • separator
  • comentários

O Palmeiras ampliou seu recorde de invencibilidade no Campeonato Brasileiro e não só completou 28 jogos sem perder como ratificou sua condição de líder no segundo confronto direto pela posição: após vencer o Atlético-MG por 2 a 0, em Belo Horizonte, aplicou 4 a 0 sobre o elogiado Santos do técnico Jorge Sampaoli. Mas a incontestável atuação desse sábado, no Pacaembu, serve "apenas" para dar confiança, segundo os comandados de Luiz Felipe Scolari.

Equipe de Felipão não adota qualquer discurso de empolgação após cinco rodadas (Agência Palmeiras/Divulgação)
Equipe de Felipão não adota qualquer discurso de empolgação após cinco rodadas (Agência Palmeiras/Divulgação)
Foto: Lance!

- Não sobe nada (à cabeça). Temos consciência e estamos tranquilos. Sabemos que fizemos bons lances e um bom jogo, mas não ganhamos nada. Está muito cedo ainda, tem muito campeonato pela frente. Precisamos provar a cada rodada que somos um time forte - comentou Dudu.
O Verdão chegou a 13 pontos em 15 disputados - só perdeu dois para o CSA, quando escalou reservas e empatou por 1 a 1 na segunda rodada, em Alagoas. O time só não terminará esta quinta rodada na liderança se o São Paulo vencer o Bahia neste domingo, no Morumbi, por, ao menos, sete gols de diferença.

Independentemente disso, o Palmeiras ostenta a marca de ter a melhor campanha, o ataque mais positivo e a defesa que menos sofreu gols tanto na Libertadores quanto no Brasileiro. Tudo isso referendado por uma atuação consistente diante do Santos, mesmo tendo posse de bola inferior (35,5% do Verdão, e 64,5% do adversário, segundo o Footstats).

- A posse de bola em si não determina a vitória em um jogo. O Santos toca muito bem a bola, mas sabíamos que, se roubássemos no meio do campo, temos jogadores leves, principalmente nas pontas, e poderíamos explorar isso. Foi o que aconteceu. Trabalhamos muito bem durante a semana toda, trabalho muito intenso e focado no jogo. Um jogo de líderes, um clássico, e uma vitória poderia nos dar uma sequência muito boa no decorrer do campeonato. Ficamos muito felizes pela grande vitória e pelo jogo - disse Bruno Henrique.

- É o resultado do trabalho durante a semana. Todos levam a sério o que o Felipão e a comissão técnica passam e, quando chega o jogo, fazemos o nosso melhor. Fizemos um grande jogo, marcamos bastante, aproveitamos os espaços que o Santos nos ofereceu. É parabenizar pela vitória, pela liderança. Dá confiança para continuar com essa pegada e essa vontade. Mas precisamos ter os pés no chão, faltam muitas rodadas ainda - analisou Marcos Rocha.

- Sabemos que o Santos é uma equipe que tem uma boa posse de bola, e aproveitamos as oportunidades que tivemos para fazer os gols. Não esperávamos esse placar elástico. Mas esperávamos vencer pelos treinamentos na semana. A equipe está de parabéns. Agora é descansar, porque quarta já tem outro jogo difícil, lá no Maranhão - prosseguiu Dudu, já pensando no duelo contra o Sampaio Corrêa, jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade