0

Como o Santos quer transformar um dos campos do CT em 'Miniestádio'

Peixe tem como metas melhorar a grama sintética, construir refletores, melhorar o nivelamento e ter irrigação automática para as categorias de base do clube

25 jan 2020
06h08
atualizado às 06h08
  • separator
  • 0
  • comentários

O Santos tem a intenção de reformar o Campo 3 do CT Rei Pelé, que é utilizado pelas categorias de base. A ideia é tornar um Miniestádio para receber as competições da CBF.

Campo 3 do CT Rei Pelé viraria um Miniestádio para a base do Santos (Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos)
Campo 3 do CT Rei Pelé viraria um Miniestádio para a base do Santos (Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos)
Foto: Lance!

Nos últimos dois anos, as categorias de base do Santos têm disputado os jogos no estádio Ulrico Mursa, pertencente à Portuguesa Santista. O problema é que os jovens da Briosa e as Sereias da Vila estão jogando no local. Sendo assim, o gramado torna-se vulnerável a lesões.

O prazo de terminar o Miniestádio é até o fim do primeiro semestre deste ano. Os objetivos do Santos são:

- Melhorar a grama sintética;
- Colocar refletores;
- Base do gramado ser de fibra de coco, material que absorve a umidade;
- Melhorar o nivelamento do gramado e ter irrigação automática.O Santos espera resolver todos os detalhes até o fim de março. Além disso, a diretoria santista depende do clima para realizar as reformas. A chuva tem sido torrencial nos últimos dias na cidade e isso pode ser adiar o término da reforma.

O sub-15, 17 e 20 disputarão os Campeonatos Paulista e Brasileiro. O Santos B, além da última competição, também jogará a Copa Paulista. A ideia é não só revelar atletas para o profissional, mas também voltar a atuar em alto nível na base.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade