0
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Com um a menos, Brasil vence Nova Zelândia e se classifica para as oitavas do Mundial Sub-17

Seleção Brasileira tem jogador expulso no fim do primeiro tempo, mas conta com gols de Kaio Jorge, Talles Magno e Diego Rosa para se classificar para as oitavas da competição

29 out 2019
22h11
atualizado às 22h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Ainda que não tenha conseguir repetir o mesmo bom futebol da primeira rodada, o Brasil fez 3 a 0 na Nova Zelândia e está classificado para as oitavas de final da Copa do Mundo Sub-17. Kaio Jorge e Talles Magno marcaram os gols da vitória da Seleção, nesta terça-feira, no estádio Bezerrão, em Gama.

Talles Margno e Kaio Jorge marcaram pelo Brasil (Alexandre Loureiro/CBF)
Talles Margno e Kaio Jorge marcaram pelo Brasil (Alexandre Loureiro/CBF)
Foto: Lance!

Já classificados para a próxima fase, Brasil e Angola se enfrentam na próxima sexta-feira, às 20h, no estádio Olímpico, em Goiânia, valendo a primeira colocação do Grupo A. Em casa de empate, o Brasil fica na frente.

Foi efetivo
O Brasil prometia um jogo agressivo contra a Nova Zelândia, nesta terça, mas o que se viu em campo foi um time com dificuldade de entrar na área da equipe adversária e criar chances claras de gol. Ainda assim, a Seleção Brasileira foi melhor durante toda partida e não demorou para abrir o placar. Aos 18 minutos, Henri deu um belo lançamento para Gabriel Veron. O camisa 7 avançou e cruzou rasteiro para Kaio Jorge, que empurrou para o gol.

Expulsão exagerada prejudica
Se o Brasil já não conseguiu ter uma de suas melhores atuações, a situação piorou no final do primeiro tempo. Aos 41, Yan deu um pisão em Garbett e, após consulta ao VAR, o árbitro viu gravidade no lance e acabou expulsando de o lateral brasileiro. Ter um a menos não causou muitos problemas defensivos - a Nova Zelândia chegou poucas vezes com perigo, mas diminuiu ainda mais a força ofensiva do Brasil.

Aproveitou os erros
Mesmo com um a menos, quando as coisas pareciam que poderiam se complicar, o Brasil mostrou segurança e conseguiu ampliar o placar. Aos 34, o goleiro Paulsen se enrolou com uma bola recuada, Talles Magno se aproveitou e mandou para o gol vazio.

E ainda deu tempo para mais. Nos acréscimos, Diego Rosa, que havia entrado no segundo tempo, aproveitou um erro na saída de bola da Nova Zelândia, avançou livre pela direita e tocou na saída do goleiro, pra fechar o placar em 3 a 0 para o Brasil.

Escalações
Brasil: Matheus Donelli; Yan, Henri, Luan Patrick, Patryck; Daniel Cabral; Talles Costa (Gustavo Garcia, Intervalo), Gabriel Veron, João Peglow (Sandry, 36'/2ºT), Talles Magno; Kaio Jorge (Diego Rosa, 15'/2ºT). Técnico: Guilherme Dalla Déa.

Nova Zelândia: Paulsen; Naicker, Simpkin, Hillis (Wilson, Intervalo) e Strong; Hamilton (Jelacic, 39'/2ºT), Randall e Stamenic; Garbett, Van Hattum e Bark (Lobo, 17'/2ºT). Técnico: Figueira.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade