0

Com metade dos jogos, Luiz Adriano iguala gols de Goulart no Palmeiras

Contra o Fluminense, o centroavante fez três gols na mesma partida pela quarta vez na carreira e atingiu a mesma marca do meia-atacante que já retornou para a China

11 set 2019
00h58
atualizado às 08h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Luiz Adriano foi anunciado no final de julho como uma solução para ser o centroavante que o Palmeiras buscava. E precisou de pouco tempo para igualar o jogador que chegou como grande contratação para a temporada. O camisa 10 acumula quatro gols com a camisa do clube, exatamente como Ricardo Goulart, mas atuando metade das vezes

Em seis partidas, Luiz Adriano alcançou os mesmos quatros gols de Goulart (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena)
Em seis partidas, Luiz Adriano alcançou os mesmos quatros gols de Goulart (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena)
Foto: Lance!

Principal aposta tanto do diretor de futebol Alexandre Mattos quanto do então técnico Luiz Felipe Scolari para subir o nível do campeão brasileiro de 2018, Ricardo Goulart atuou 12 vezes pelo clube. Balançou as redes em quatro oportunidades: duas em vitória por 3 a 2 sobre o Ituano, uma no 3 a 0 diante do Melgar e outra no 5 a 0 contra o Novorizontino.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui
O meia-atacante acabou se despedindo atuando nos oito minutos iniciais da estreia no Campeonato Brasileiro, na vitória por 4 a 0 sobre o Fortaleza, em 28 de abril. Precisou de cirurgia no joelho direito e, enquanto se recuperava, recebeu proposta para retornar ao Guangzhou Evergrande, clube chinês que o tinha emprestado ao Verdão até dezembro e solicitou seu retorno, devolvendo todos os gastos do Palmeiras com o jogador.

Ricardo Goulart chegou a ser usado por alguns minutos como centroavante. Tinha a função de meia-atacante, mas com chegada frequente à área que agradava Felipão, tanto que ambos acumularam títulos juntos no Guangzhou Evergrande. Mas a passagem pelo Palmeiras durou muito pouco e a grande solução ofensiva do momento é Luiz Adriano.

O centroavante formado pelo Inter chegou do Spartak Moscou, da Rússia, em definitivo, com aval de Scolari, que o escalou três vezes como titular: no 2 a 2 diante do Bahia, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, e nos dois jogos diante do Grêmio pela Libertadores, com o camisa 10 deixando sua marca na derrota por 2 a 1, no Pacaembu, que eliminou a equipe.

Com Mano Menezes, Luiz Adriano já tinha visto um gol seu ser anulado com polêmica na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás. Contra o Fluminense, nessa terça-feira, fez os três gols do 3 a 0 imposto no estádio palmeirense. Chegou a quatro gols em seis jogos pelo clube, estando perto de seus concorrentes que já estavam no clube: Deyverson acumula seis gols em 2019 e Borja, cinco.

- Chegaram muitas bolas, e pude aproveitar. A equipe está trabalhando bem a bola e, assim, a bola chega. Passamos por momentos difíceis, agora retomaram as vitórias. É trabalhar para continuar vencendo, com um belo futebol - limitou-se a dizer Luiz Adriano, dividindo os méritos de sua noite inesquecível.

Mas o atacante já deixou sua marca. O último jogador do Palmeiras com três gols em um jogo foi Hyoran, contra a Liga Ajajuelense, da Costa Rica, em amistoso em 2018. Em partida oficial, foi Borja, contra o Junior Barranquilla, pela Libertadores do ano passado. Em Brasileiros, tinha sido Barrios, em 2015, diante do mesmo Fluminense, no Maracanã.

Foi a quarta vez em que Luiz Adriano balançou as redes, ao menos, três vezes em um mesmo jogo na carreira. As três anteriores ocorreram no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. O primeiro foi em 22 de setembro de 2010, pela Taça da Ucrânia, na goleada do Shakhtar Donetsk por 6 a 0 sobre o Krivbas. Os outros dois, em Liga dos Campeões: em 20 de novembro de 2012, no 5 a 2 diante do Nordsjaelland, da Dinamarca, e 21 de outubro de 2014, com cinco gols no 7 a 0 contra o BATE Borisov, da Bielorrússia.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade