2 eventos ao vivo

Com Martine e Kahena, Mundial de Classes Olímpicas começa na quinta

Torneio terá todas as classes olímpicas de vela e é o primeiro evento classificatório para Tóquio-2020. Brasil terá delegação de 20 atletas, com destaque para campeãs na Rio-2016

1 ago 2018
09h03
  • separator
  • comentários

A baía de Aarhus (Dinamarca) recebe a partir desta quinta-feira as regatas de um dos principais torneios do mundo da vela: o Campeonato Mundial de Classes Olímpicas. O evento acontece de quatro em quatro anos e é a primeira grande disputa qualificatória para a Olimpíada de Tóquio-2020.

O Mundial terá competições de todas as classes olímpicas: Finn, 470, 49er, 49er FX, Nacra 17, RS:X, Laser, Laser radial. Pela primeira vez, haverá também competição no kiteboarding (feminino e masculino). A disputa começa na segunda-feira e vai até o dia 12 de agosto.

Ao todo, serão 1.100 barcos caindo nas águas dinamarquesas, com 1.500 participantes de aproximadamente 100 países. O Mundial será nas docas da cidade, local histórico para a comunidade, tendo em vista que esse foi o local exato onde os vikings fundaram Aarhus.

Martine e Kahena são duas dos 20 atletas brasileiros em Aarhus (Foto: Divulgação/COB)
Martine e Kahena são duas dos 20 atletas brasileiros em Aarhus (Foto: Divulgação/COB)
Foto: Lance!

Primeira regata do Mundial de Classes Olímpicas será nesta quarta (Foto: Divulgação/Aarhus 2018)

Histórico da vela nas Olimpíadas
As competições de vela estavam previstas nas Olimpíadas de 1896, em Atenas, mas as condições climáticas impediram que a disputa ocorresse. A estreia do esporte nos Jogos foi em Paris, em 1900 - com direito a regatas no famoso rio Sena.

No ano de 1904, em Saint Louis (Missouri, Estados Unidos), o esporte foi sacado dos Jogos. O retorno veio logo na edição seguinte, em Londres 1908; desde então, a vela é esporte confirmado em todas as Olimpíadas.

Distribuição de vagas para Tóquio 2020
Ao longo dos dias de disputa em Aarhus, além das medalhas do Mundial, os velejadores terão a chance de garantir as primeiras vagas da vela nas Olimpíadas de Tóquio 2020. A distribuição ocorre da seguinte forma:

MASCULINO
RS:X - 10 países
Laser - 14 países
Finn - 8 países
470 - 8 países
49er - 8 países

FEMININO
RS:X - 11 países
Laser Radial - 18 países
470 - 8 países
49er FX - 8 países

MISTO
Nacra 17 - 8 países

Campeãs olímpicas em 2016, Martine Grael e Kahena Kunze irão competir no 49er FX (Foto: Wander Roberto/Exemplus/COB)

Brasileiros na briga
No Campeonato Mundial de Classes Olímpicas 2018, o Brasil terá uma delegação de 20 atletas distribuídos em nove categorias. Confira a relação completa abaixo:

49er FX - Martine Grael e Kahena Kunze
49er - Carlos Robles e Marco Grael
470 - Fernanda Oliveira e Ana Barbachan; Geison Mendes e Gustavo Thiesen; Henrique Haddad e Felipe Brito
Nacra 17 - Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino; João Bulhões e Bruna Martinelli
Finn - Jorge Zarif
RS:X - Patrícia Freitas e Brenno Francioli
Laser - Bruno Fontes
Laser Radial - Gabriella Kidd
Kiteboard - Cláudio Cruz

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade