0

Com gol de pênalti, Paraná vence o Ceará na Vila Capanema

Meia Renatinho, do Paraná, de pênalti marcou o gol que garantiu a vitória paranista

1 jul 2017
18h27
  • separator
  • 0
  • comentários

Em um jogo complicado, o Paraná venceu o Ceará por 1 a 0, na tarde deste sábado, na Vila Capanema. O Tricolor sofreu no primeiro tempo, mas melhorou no segundo e garantiu a vitória com um gol marcado pelo meia Renatinho, de pênalti.

O duelo começou em ritmo lento. O Paraná tentava marcar em linha alta, o que dificultava a saída do Ceará. No entanto, quando tinha a bola, o time paranista esbarrava na boa marcação. Assim o jogo ficou em um perde e ganha, sem grandes emoções.

Aos poucos o Ceará foi se acertando e passou a levar muito perigo. Em duas jogadas, e em três finalizações, o atacante Roberto exigiu grandes defesas do goleiro Richard, do Paraná. Na primeira, aos 24 minutos, após chegada de Romário, pela esquerda, o centroavante bateu da entrada da área. O arqueiro paranista espalmou e no rebote, de novo finalizado por Roberto, o camisa 1 pegou com os pés.

Já aos 37, após um erro de Leandro Vilela na saída de bola, Roberto apareceu na cara do gol e bateu na saída do goleiro Richard, que pegou com o braço direito.

Em todo o primeiro tempo o Paraná teve apenas duas chances: a primeira com Felipe Alves, que roubou a bola, driblou um zagueiro, mas na hora da finalização foi desarmado. E a segunda aos 46, quando Renatinho bateu de fora da área e o goleiro Éverson, do Ceará, espalmou.

Mas a partida mudou logo no início do segundo tempo. Aos quatro minutos, o volante Gabriel Dias girou em cima de Pedro Ken, que puxou o jogador paranista dentro da grande área. Pênalti, que foi cobrado com muita categoria pelo meia Renatinho, que abriu o placar na Vila Capanema.

Logo após o gol, o Paraná teve uma outra grande oportunidade, mas Felipe Alves bateu mal e desperdiçou uma ótima jogada. Já aos 21, o lateral Igor bateu da entrada da área e assustou o goleiro Everson, do Ceará. E aos 43 foi a vez de Robson bater da entrada da área e exigir grande defesa do arqueiro do time cearense.

O Ceará até tentou pressionar, mas esbarrou na boa marcação paranista. Assim, o que se viu nos minutos finais foi apenas muita discussão, com direito a um cartão vermelho para cada lado (Nathan, do Paraná, e Romário, do Ceará).


Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade