6 eventos ao vivo

Com broche do Flamengo, Bolsonaro explica MP dos jogos na TV

Presidente da República falou sobre medida provisória e outros assuntos relacionados ao futebol em live nesta quinta-feira, antes do jogo do Flamengo no Maracanã

19 jun 2020
00h00
atualizado às 07h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente da República, Jair Bolsonaro, falou sobre alguns assuntos relacionados ao futebol na noite desta quinta-feira, 19, em uma "live". Ele explicou brevemente a medida provisória que altera as regras de transmissão dos jogos na TV, entre outras novidades, e contou por que usou um broche do Flamengo na posse de Fábio Faria (deputado pelo PSD-RN) como novo ministro das comunicações, na última quarta-feira em Brasília.

"O direito de arena é muito importante, o mandante vai dizer qual TV vai transmitir o jogo. Botei um broche do Flamengo... Felipe (Melo) olhou meio torto pra mim. Sabe que eu sou Porco, palmeirense. Falei: "Olha, estou preferindo o Flamengo, a diretoria tem nos procurado para encontrar solução para este caso". Falei com o Felipe: "Estou com o broche do Flamengo, mas, se Deus quiser, estarei no Qatar em dezembro para ver você levantar a taça do Palmeiras bicampeão Mundial" - afirmou Bolsonaro, que explicou outros pontos da medida provisória.

Bolsonaro com o broche do Flamengo (Reprodução/TV Brasil)
Bolsonaro com o broche do Flamengo (Reprodução/TV Brasil)
Foto: LANCE!

"A diretoria do Flamengo sempre entrava em contato conosco, queria mudar alguma coisa para salvar o futebol. Os times pequenos não têm condição de sobreviver. Fica difícil. Assinamos a medida provisória, MP do Futebol, flexibiliza contratos dos clubes com os jogadores na pandemia. Os contratos eram permitidos de no mínimo 90 dias. Os times agora têm como fazer contrato de 30 dias. Tinha um, vi uma fotografia, não vi qual time era, que estava vendendo banana na feira. Então, vamos permitir o pessoal fazer esse tipo de contrato e jogar um futebolzinho ali, valendo até 31 de dezembro", comentou.

Entenda a nova medida provisória

A medida provisória promovida pelo presidente Jair Bolsonaro traz modificações à Lei 9.615/1998, a Lei Pelé. Além de dar uma prerrogativa exclusiva do mandante de negociar suas partidas, a medida atingiu o sindicato dos jogadores de futebol. Antes, 5% dos direitos de transmissão ficava com essas organizações. A partir de agora, serão divididos igualmente aos atletas da partida, sem qualquer mediação.

Veja também:

Veja onde estão 24 andarilhos no futebol brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade