5 eventos ao vivo

Com a mudança no esquema, Léo Matos e Neto Borges começam a se firmar no Vasco de Ricardo Sá Pinto

Alas são importantes no sistema tático do técnico português e aparecem bem na vitória diante do Sport. Equipe volta a campo na quinta contra o Fortaleza, às 19h, em São Januário

17 nov 2020
08h07
atualizado às 08h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Vasco voltou a encontrar o caminho das vitórias no Brasileirão após dois longos meses de queda brusca de rendimento. Com a chegada de Ricardo Sá Pinto, a equipe passou a atuar com três zagueiros, liberando os alas para aparecerem mais na construção das jogadas. Dessa forma, o recém-contratado Léo Matos, e Neto Borges foram importantes na vitória sobre o Sport por 2 a 0 e começam a se firmar no esquema montado pelo português.

Neto Borges e Léo Matoscomeçam a se firmar no Vasco de Ricardo Sá Pinto (Arte Lance!)
Neto Borges e Léo Matoscomeçam a se firmar no Vasco de Ricardo Sá Pinto (Arte Lance!)
Foto: Lance!

Durante boa parte da temporada, as laterais do Vasco foram bastante criticadas pelos torcedores e não renderam o esperado nos esquemas de Abel Braga e Ramon Menezes. De acordo com números do 'Sofascore', Léo Matos acertou dois cruzamentos nas três partidas em que disputou e ultrapassou Yago Pikachu, que acertou apenas um nos últimos onze jogos em que esteve em campo.

No lado esquerdo, Henrique era muito criticado com constantes falhas e pouca produtividade no apoio. Apesar do pênalti infantil contra o Palmeiras, Neto Borges voltou a ter uma boa atuação. Contra o Sport, logo aos 13, o lateral recebeu um bom passe pela esquerda e cruzou na medida. A bola chegou até Léo Matos que acertou um chute perigoso.

Ainda na etapa inicial, aos 47, foi a vez de Andrey acionar Léo Matos, que com liberdade obrigou Maílson a fazer uma boa defesa com o pé. Mais uma jogada característica do Vasco sob o comando de Sá Pinto. A construção das jogadas a partir de alas bem abertos, com boa presença no apoio, sendo municiados por Andrey, Benitez e Léo Gil.

No duelo com o Sport, o argentino Germán Cano voltou a balançar as redes e mostrou o quanto é importante para que o Cruz-maltino suba na tabela e avance na Copa Sul-Americana. Isso se deve a um fator interessante: com a presença dos alas, a bola chegou com mais frequência e em melhor condição para que o argentino finalizasse, o que não vinha acontecendo em outros momentos.

Contudo, o comandante português ainda necessita alavancar o rendimento de jogadores como Benitez e Talles Magno. Ambos estão atuando mais por dentro e não foram bem em Recife. O argentino tem moral com a torcida e tende a crescer com um maior entrosamento com Léo Gil. Já o jovem Talles Magno, está muito abaixo daquele jogador que encantou os torcedores em 2019.

Em busca de subir na tabela e se afastar da zona da degola, o Vasco volta a campo na quinta contra o Fortaleza, às 19h, em São Januário. A partida é válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro e foi adiada, pois o Tricolor cearense disputava as oitavas de finais da Copa do Brasil.

Veja também:

Estudo mostra os clubes que mais faturaram grana da TV de 2010 a 2019
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade