0

Com a mão de Cuca, Pato e Toró decidem jogo para o líder São Paulo

Técnico mudou o posicionamento de Pato e promoveu a estreia de Toró como titular do São Paulo. Nenhum deles se fixou como camisa 9, o que confundiu o Goiás

1 mai 2019
23h47
atualizado em 2/5/2019 às 02h38
  • separator
  • comentários

Há dez dias, o São Paulo sofria com a falta de um centroavante de ofício na final do Campeonato Paulista vencida pelo Corinthians. Nesta quarta-feira, Cuca teve participação fundamental na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás ao resolver este problema mesmo sem ter um camisa 9 à disposição - Pablo segue em recuperação de cirurgia.

Cuca foi decisivo na segunda vitória do São Paulo no Brasileirão - FOTO: Rubens Chiri/saopaulofc.net
Cuca foi decisivo na segunda vitória do São Paulo no Brasileirão - FOTO: Rubens Chiri/saopaulofc.net
Foto: Lance!

Alexandre Pato não é centroavante, algo que ficou bem claro no jogo da primeira rodada, contra o Botafogo, vencido por 2 a 0 pelo São Paulo no último sábado. O técnico, então, o escalou praticamente como um camisa 10 no Serra Dourada. Igor Gomes, que vinha ocupando esta função anteriormente, foi substituído por Toró, que teve sua primeira chance como titular.

Essa mexida de peças foi crucial para a vitória são-paulina. Embora tenham flutuado por ali, nem Pato e nem Toró se fixaram na posição de centroavante. E a defesa do Goiás não conseguiu achá-los em campo.Pato apareceu na entrada da área para aproveitar o cruzamento inteligente de Igor Vinícius, para trás, após bom passe de Antony, e abrir o placar para o Tricolor. Toró surgiu pela meia esquerda para receber em velocidade e, com um belíssimo chute colocado, ampliar para 2 a 0 ainda na etapa inicial.

Com Pato e Toró se mexendo, além de Antony e Everton pelos lados, a chegada de Tchê Tchê e os avanços dos laterais - principalmente Igor Vinícius -, o ataque do São Paulo teve uma de suas jornadas de maior criatividade nesta temporada.

Defensivamente, apesar de ter terminado a partida correndo risco de sofrer o empate na falta que gerou a expulsão de Igor Vinícius, o São Paulo teve mais uma atuação sólida na maior parte do tempo. A desorganização vista no gol do Goiás, gerada por um passe errado de Antony na hora de puxar um contra-ataque, foi exceção na partida, mesmo depois que Arboleda saiu machucado e deu lugar a Anderson Martins. Tiago Volpi não precisou fazer nenhuma grande defesa.

O ímpeto do Tricolor diminuiu conforme o segundo tempo foi passando. Antony seguiu infernizando a defesa esmeraldina com suas jogadas individuais, mas Pato e Toró perderam fôlego, tanto que foram substituídos respectivamente por Hernanes (que entrou bem) e Brenner (mais tímido).

O São Paulo lidera o Campeonato Brasileiro neste momento. Só ele e o Atlético-MG já jogaram duas vezes e venceram as duas, algo que Santos e Bahia ainda podem conseguir nesta rodada. O time de Cuca ainda tem muito a evoluir, mas também tem peças a acrescentar e uma clara tendência de evolução. Domingo, no Morumbi, tem um teste de fogo contra o Flamengo.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade