0

Corinthians joga bem e vence o Bahia pelo Brasileiro

Para o alívio de sua torcida, o Corinthians bateu o Bahia por 3 a 2, nesta quarta-feira, na Neo Química Arena

16 set 2020
23h32
atualizado às 23h42
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Para o alívio de sua torcida, o Corinthians bateu o Bahia por 3 a 2, nesta quarta-feira, na Neo Química Arena, pela 11ª rodada do Brasileirão-2020. Com gols de Otero, do estreante Ruan e de Gil, o Alvinegro teve boa atuação e venceu um adversário direto para se livrar do perigo da zona de rebaixamento. O time agora vai a 12 pontos na competição e terá uma semana para respirar e treinar.

O primeiro tempo se mostrou muito bom em termos de entretenimento desde o começo, além de trazer duas equipes que apresentaram um futebol melhor do que em seus compromissos anteriores. Logo aos três minutos, Otero arriscou chute colocado de perna esquerda e quase abriu o placar para o Timão. Em seguida o Tricolor baiano respondeu com cabeceio de Élber.

O estreante Roni foi o autor do segundo gol do Corinthians sobre o Bahia (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
O estreante Roni foi o autor do segundo gol do Corinthians sobre o Bahia (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Foto: LANCE!

Esses lances foram amostras do que viria na primeira etapa dali em diante. Gilberto, que ainda desperdiçaria outras duas grandes chances de gol, errou a finalização após boa jogada tramada do ataque do Bahia, mas o atacante parecia adiantado e provavelmente o VAR anularia se a bola balançasse a rede. Apesar de melhor no jogo, os visitantes se depararam com um Corinthians mais arrumado, que tem uma arma forte para construir resultados.

Fagner cobrou escanteio em jogada ensaiada e passou para Otero, que armou o chute de fora da área e teve um leve escorregão, a bola desviou em Gilberto no meio do caminho e enganou o goleiro Douglas, que nada pôde fazer para evitar o primeiro gol corintiano: 1 a 0 para os donos da casa. Dessa forma, o Tricolor baiano, que já era melhor na partida, passou a pressionar ainda mais.

Com esse ímpeto no ataque, Élber recebeu passe na entrada da área, invadiu e tentou tocar na saída de Cássio, que defendeu, Gilberto conseguiu dominar o rebote, finalizou para o gol (sem goleiro), mas Danilo Avelar tirou em cima da linha. O Corinthians respondeu em seguida. Otero cruzou linda bola na cabeça de Araos, que desperdiçou chance incrível de ampliar o marcador.

Apesar de ver o adversário melhor, o Timão se mostrou bem mais arrumado do que jogos anteriores, e em um troca de passes desde a defesa, conseguiu levar a bola até o estreante Roni, que acertou um belo chute de fora da área: 2 a 0 para o Alvinegro. Mas a vantagem não durou muito. Nino Paraíba aproveitou rebote e pegou um chute de longe que acertou o cantinho: 2 a 1.

Tudo isso somente no primeiro tempo, mas ainda tinha mais. Gilberto teve oportunidade de empatar para o Bahia em cabeceio que passou muito perto da trave. Em seguida, Rodriguinho furou em chance dentro da área e, por fim, Juninho Capixaba fez boa jogada e finalizou de pé direito, mas Cássio fez uma defesa espetacular para evitar a igualdade pouco antes do intervalo.

Na volta do vestiário, ambos os técnicos fizeram alteração e o ritmo da partida acabou diminuindo em relação ao que se viu na etapa inicial. A ações ficaram equilibradas até que Otero, em duas cobranças de falta de longe, levou perigo ao gol de Douglas. O Bahia, por sua vez, não conseguia responder mais, mesmo com a entrada de Rossi, um atacante, no lugar do volante Ronaldo.

Na sequência de um dos chutes de Otero, houve um escanteio. Fagner cobrou, Gil se livrou da marcação, e testou firme para estufar a rede fazendo 3 a 1 para o Corinthians. A essa altura o placar já condizia com o momento das equipes no jogo. Alguns minutos depois, o Tricolor baiano tentou esboçar uma reação e Élber, em belo chute de fora da área, deu trabalho para Cássio, que defendeu.

Em novo escanteio, dessa vez batido por Otero, Gil apareceu sozinho na área e quase em cima da linha não conseguiu finalizar para o gol, perdendo chance incrível de se tornar o artilheiro da noite na Neo Química Arena. Mano Menezes ainda mexeu no time para tentar buscar o empate, mas o time não conseguia reagir e o Corinthians já estava ajeitado na defesa e saía em contra-ataques.

Aos 43 minutos, porém, um susto: após cobrança de escanteio, Saldanha apareceu livre para fazer o segundo gol do Bahia na partida, o que acabou incendiando os instantes finais do duelo. No entanto o empate não aconteceu.

O Timão segurou o placar até o apito final, o que trouxe um alívio para o elenco e para Dyego Coelho após uma semana difícil. Com a vitória, o Alvinegro vai a 12 pontos na tabela e se afasta da zona da degola e fica em 11º. Na próxima quarta-feira, os corintianos enfrentam o Sport, fora de casa, pela 12ª rodada da competição nacional. Já o Bahia permanece ameaçado e com nove pontos.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 X 2 BAHIA

Local: Neo Química Arena, São Paulo (SP)

Data-Hora: 16/9/2020 - 21h30

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ)

Assistentes: Daniel do Espirito Santo Parro (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)

VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)

Público/renda: Portões Fechados

Cartões amarelos: Fagner e Araos (COR) Nino Paraíba e Ronaldo (BAH)

Cartões vermelhos: -

Gols: Otero (16'/1ºT) (1-0), Roni (33'/1ºT) (2-0), Nino Paraíba (35'/1ºT) (2-1), Gil (15'/2ºT) (3-1), Saldanha (43'/2ºT) (3-2)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Xavier e Roni (Gustavo Silva, aos 38'/2ºT); Otero (Bruno Méndez, aos 47'/2ºT), Mateus Vital (Sidcley, aos 38'/2ºT), Araos (Ramiro, no intervalo) e Everaldo (Léo Natel, aos 27'/2ºT). Técnico: Dyego Coelho.

BAHIA: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Wanderson, Ernando e Juninho Capixaba; Ronaldo (Rossi, no intervalo), Gregore, Jadson (Danielzinho, aos 30'/2ºT) e Rodriguinho (Marco Antonio, aos 19'/2ºT); Élber (Clayson, aos 30'/2ºT) e Gilberto (Saldanha, aos 19'/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

Veja também:

Resumão do Mercado - #2
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade