PUBLICIDADE

Clubes da Superliga relatam ameaças e pressões por parte da Uefa

Entidade publicou nota na última sexta-feira em que admitiu a reintegração de nove dos 12 clubes. Real Madrid, Barcelona e Juventus reagem e argumentam

8 mai 2021 10h34
| atualizado às 10h34
ver comentários
Publicidade

Após a Uefa publicar comunicado em que reintegra nove dos 12 clubes fundadores da Superliga, Real Madrid, Barcelona e Juventus responderam a entidade. Os três gigantes afirmaram que todas as equipes sofreram pressões e ameaças do órgão máximo do futebol europeu.

Superliga havia sido anunciada no último dia 18 de abril (Imagem: Divulgação)
Superliga havia sido anunciada no último dia 18 de abril (Imagem: Divulgação)
Foto: Lance!

As equipes da Espanha e Itália também lamentaram a atitude dos times que abandonaram o projeto e os taxaram de incoerentes e inconsistentes ao assumirem determinados compromissos com a Uefa na última sexta-feira. O trio também afirmou que seguirá atuando por um futebol mais sustentável.

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, disse que pretende tratar a situação com Real Madrid, Barcelona e Juventus, mas nã está descartada uma punição contra os três clubes que se recusaram a renunciar a Superliga. Dessa forma, o assunto deve ir ser repassado para os órgãos desciplinadores da entidade.

Lance!
Publicidade
Publicidade