6 eventos ao vivo

Chapecoense goleia Ponte Preta fora de casa e dorme líder da Série B

Chapecoense não deu chances para a Ponte Preta mesmo jogando fora de casa e venceu por 5 a 0

20 out 2020
23h27
atualizado às 23h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Ponte Preta e Chapecoense mediram forças pela 17ª rodada da Série B, no Moisés Lucarelli, em Campinas. O time catarinense não deu chances para o rival mesmo fora de casa e aplicou 5 a 0.

Márcio Cunha/ACF
Márcio Cunha/ACF
Foto: Lance!

Com o resultado, a Chapecoense dorme na liderança da Série B com 33 pontos em 16 jogos. A equipe agora torce para o Cuiabá perder para o Paraná nesta quarta-feira (21).

Por outro lado, a Ponte permanece na quarta colocação com 27 pontos. Na rodada, somente o Paraná pode alcançar a Macaca.

CHAPECOENSE MELHOR NO PRIMEIRO TEMPO

Buscando a liderança da Série B, a Chapecoense já começou melhor e aproveitou o momento para fazer o primeiro no início de jogo. Aos seis minutos de jogo, Paulinho Moccelin abriu o placar após pegar o rebote no chute de Busanello. O goleiro Ivan não segurou e o camisa 94 estufou as redes.

A Ponte até tentou uma reação logo após o gol, mas parou no bom momento vivido pela Chapecoense, que mostrou mais controle do jogo para criar as jogadas e trabalhar a bola. A recompensa veio aos 25 minutos com o garoto Busanello. Anselmo Ramon aproveitou a falta para apenas rolar para o lateral-esquerdo chutar rasteiro e ampliar o marcador.

O time campineiro, que estreou o técnico Marcelo Oliveira, teve somente uma chance de tentar o gol. Aos 11 minutos com Dawhan, que chutou de fora da área e a bola passou assustando João Ricardo.

SEGUNDO TEMPO A CHAPE CHEGOU PARA 'MATAR' A PARTIDA

O ponteiro nem tinha dado a primeira volta no relógio quando João Ricardo salvou a Chapecoense pela primeira vez nos 45 minutos finais. Moisés chegou pelo meio e chutou da entrada da área, e o goleiro do Verdão do Oeste salvou a Chape.

Mas a Chape não quis dar moral para o adversário crescer e logo respondeu em duas oportunidades perigosas. Aos oito minutos, Busanello invadiu a área e chutou cruzado. O goleiro Ivan fez a defesa ao melhor estilo manchete de vôlei. Na sequência, Paulinho Moccelin aproveitou um cruzamento, achou espaço e chutou com perigo no gol da Ponte.

A Chape esfriou mesmo a reação da Ponte e conseguiu fazer o terceiro. Anselmo Ramon marcou de pênalti após Dawhan deixar o pé em Anderson Leite dentro da área. E a Ponte Preta sentiu o baque.

Aos 29 minutos, quatro minutos depois do terceiro gol, Aylon ganhou da marcação, invadiu a área e chutou rasteiro. Alisson, porém, mandou contra o próprio gol.

Nos dez minutos finais, a Ponte Preta ainda tentou deixar o vexame menos pior com dois chutaços de Bruno Rodrigues e Bruno Reis, mas as duas não estufaram as redes de João Ricardo.

Veja também:

Mostramos o cenário na briga pelo prêmio de melhor do mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade