PUBLICIDADE

Centroavantes marcam presença e Vitória bate o Oeste de virada no Barradão

Enquanto o tento logo nos primeiros minutos do Rubrão saiu com Bobô, Léo Ceará apareceu em duas oportunidades para garantir mais três pontos ao Nego

26 set 2020 18h30
ver comentários
Publicidade

Em duelo da Série B onde os matadores pareciam inspirados, melhor para o Vitória que, frente ao Oeste no Barradão, manteve sua sequência positiva em casa no torneio ganhando por 3 a 1 com dois gols de Léo Ceará e um de João Victor. Bobô marcou para os visitantes. Pensando na tabela de classificação, o Rubro-Negro baiano saltou para a sétima colocação com 17 unidades enquanto a equipe paulista terá de seguir na luta para sair da última posição que ocupa com apenas seis pontos ganhos em 33 disputados.

Foto: Reprodução/Premiere
Foto: Reprodução/Premiere
Foto: Lance!

GOL NÃO VÊ IDADE!

Antes mesmo das equipes reconhecerem com propriedade a movimentação do adversário, aos três minutos de jogo Mazinho saiu em velocidade pelo lado direito após passe em profundidade, limpou a marcação e cruzou na medida para o centroavante Bobô. Na segunda trave, o atacante de 35 anos de idade ganhou no alto e testou para a meta de Ronaldo abrindo a contagem de maneira precoce em Salvador para os visitantes.

MUITA POSSE, POUCO PERIGO... MAS BOLA NA REDE!

Sair na frente do marcador levou o Rubrão a se permitir adotar de maneira visível a postura de retrair suas linhas de marcação e aguardar o erro do adversário para sair em contra-ataque contando com os espaços que o time baiano naturalmente deixaria atrás. Foi assim que Mazinho, saindo cara a cara com Ronaldo, bateu forte de fora da área e viu a bola passar perto do travessão.

Por outro lado, o Leão da Barra até exercia o domínio territorial e da posse de bola, mas não tinha sucesso em aliar a velocidade de transição a movimentação ofensiva que desarrumassem a marcação para formular chances claras de chegar a igualdade. Assim, a melhor oportunidade acabou vindo de bola parada já no último minuto da primeira etapa onde Thiago Carleto bateu com a conhecida força e forçou o goleiro Glauco a espalmar. No rebote, Léo Ceará mostrou seu oportunismo e testou pras redes.

JOGO ABERTO

Se nos primeiros 50 minutos as chances perigosas foram um tanto quanto "minguadas", o mesmo certamente não pode se dizer da etapa complementar com os espaços que as duas equipes foram capazes de encontrar. Mesmo de muito longe como, por exemplo, o meio-campista Betinho que, do meio de campo, em chute onde Ronaldo precisou espalmar e contar com a trave para evitar o gol espetacular. E, na trocação de ataques estabelecida, quem se deu melhor foi o Rubro-Negro de Salvador graças a um excelente passe dado por Ewandro. O meia-atacante tocou de cavadinha para Léo Ceará olhar a saída da meta de Glauco e dar um chapéu no camisa 1 do Oeste e fazer a bola entrar mansa nas redes, 2 a 1 Vitória.

FECHOU A CONTA

Sem esmorecer na sua característica de manter a posse de bola e uma postura ofensiva, o Vitória novamente se aproveitou da boa entrada em campo de Ewandro e conseguiu o tento que sacramentou o triunfo dos anfitriões com 34 minutos. Depois do camisa 77 dar um chapéu no marcador após o erro na saída de bola do Oeste e cruzar de perna esquerda, o zagueiro João Victor, que estava na área pelo escanteio há pouco cobrado, deu uma de atacante e chegou concluindo bola que ainda bateu na trave antes de entrar.

Lance!
Publicidade
Publicidade